Rio Branco, Acre,


Dias antes de enchente, prefeito de Cruzeiro do Sul estava em ‘café de oração’ nos Estados Unidos

Informação foi confirmada por vereador do município; Ilderlei teria viajado com “recursos próprios”

Carma

Triste sina a da presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado do Acre (Sinteac), Rosana Nascimento, agora acusada de atrelamento ao governo de Gladson Cameli (Progressistas). Há cinco anos, ela era alvo da mesma acusação, só que em relação ao governo de Tião Viana (PT).

O certo é que o Sinteac nunca esteve antes em mãos melhores que as de Rosana, uma mulher honesta e que dedicou toda a sua vida a trabalhadores de várias categorias.

Quem acompanha a vida da sindicalista, sabe que ela se desfiliou do Partido dos Trabalhadores justamente porque não concordou com os desmandos do governo Tião Viana. Rosana é uma mulher honrada, precisamos respeitar a sua luta, e a sua história.

Em petição de miséria

A decisão da diretoria do Hospital Santa Juliana em suspender o convênio com o Estado para atendimento médico a pacientes é mais uma demonstração de como estão as finanças estatais. Falta dinheiro até mesmo para se honrar uma dívida de R$ 5 milhões com um prestador de serviço em uma área essencial.

Médico particular

Mas como a corda nunca arrebenta do lado mais forte, alguns companheiros e camaradas seguem com seus planos de saúde, enquanto o povo se amontoa no Pronto Socorro e nas UPAs da Capital e do interior.

Virou manchete!

E por falar neles, petistas só viram manchete no Acre quando rompem com o partido. A coisa tá feia pro lado dos companheiros.

A falta que ele não faz

A propósito, sobre a saída de Roraima Rocha da sigla, o ex-porta-voz do governador Tião Viana, Leonildo Rosas, escreveu o seguinte: “Tem muita gente anunciando desfiliação do PT. Não estão saindo do PT. Estão mesmo é tentando se acomodar no poder. Esse tipo de gente não faz falta”.

Alça de mira

Que não se ofenda, porém, o Roraima Rocha: para o meu amigo Léo Rosas, quase todo mundo é ‘badeco’.

Direto dos States

Recebi um vídeo em que o prefeito de Cruzeiro do Sul, Ilderlei Cordeiro (Progressistas), dava a entender que estaria em Brasília, mas falava mesmo era de Washington D. C., capital dos Estados Unidos.

Enchente

Segundo minha fonte, o vídeo foi feito poucos dias antes de a enchente do Rio Juruá desabrigar mais de 6 mil famílias no município.

Tô nem aí!

Mesmo com os relatórios da Defesa Civil sobre a escrivaninha, Ilderlei foi aos States participar de um ‘café de oração’ promovido pela congregação evangélica à qual pertence – além de outros eventos que ele alega de ‘muita relevância’ para Cruzeiro do Sul.

Confirmado

A coluna consultou um vereador do município que confirmou a viagem de Ilderlei ao exterior. Segundo ele, o requerimento para que se ausentasse da prefeitura foi aprovado em votação no plenário da Câmara, uma vez que o prefeito alegava, no documento, que viajaria com “recursos próprios”.

Castigo em dobro

Talvez Ilderlei Cordeiro tenha ido à terra de Donald Trump pedir a Deus, em forma de oração, que a fúria das águas do Rio Juruá não se abatesse sobre os ‘irmãos’. Mas o castigo veio em dobro.

Inconformismo

O deputado estadual Roberto Duarte Júnior (MDB) mostrou toda sua inconformidade com o fato de não ter sido indicado ao cargo de 1º secretário da Assembleia Legislativa ao publicar, no Facebook, que não cabe ao governo decidir se mantém ou não os radares eletrônicos.

Vespeiro

De acordo com Duarte Júnior, essa prerrogativa é do município de Rio Branco. Com o encontrão no aliado Gladson Cameli, o deputado emedebista mostrou que as articulações para a Mesa Diretora da Aleac acabaram por mexer no vespeiro errado.

Ponto de vista

O vereador de Rio Branco João Marcos Luz (MDB) apresentou proposta proibindo as inaugurações de prédios municipais antes do acabamento da obra.

Melhor seria

Parece até piada, não fosse o detalhe comezinho de que a falta de recato de alguns de nossos representantes públicos não tivesse gerado – aqui e alhures – tantos eventos de inauguração de obras que nunca ficaram prontas.

Questão de ordem

Quanto ao mérito do projeto, não obstante o respeito que nutro por João Marcus, não creio que esse tipo de comportamento, tão desonroso quanto comum no cenário político nacional, deva ser regulado por meio de uma nova lei.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Últimas Notícias

Recomendado para você