Rio Branco, Acre,





Major Rocha diz que “tava faltando link” entre governo e Aleac e entra em cena para resolver


Desde o começo da semana, o vice-governador entrou em cena com a missão de rearticular a relação do governo com a Casa

LAMLID NOBRE, DO CONTILNET

Pela segunda vez consecutiva, o vice-governador Major Rocha (PSDB) esteve na Assembleia Legislativa do Acre (Aleac) esta semana. Nesta quarta-feira (26), ele esteve novamente na Casa para fazer o trabalho de interlocução do governo do Estado com os deputados estaduais, especialmente os da base de sustentação, que tem dado sinais claros de desarticulação e instabilidade na relação política com o Palácio Rio Branco.

Indagado, Major Rocha confirmou que está tentando pacificar a base. “Houve uma reunião com parte da base ontem e hoje estamos ultimando os acertos para que possamos fazer uma conversa com a base e o secretariado para que os deputados tenham as informações necessárias sobre o que está acontecendo no Acre. Graças a Deus tem muita coisa acontecendo, mesmo com as dificuldades, e o que vimos é que ‘tá’ faltando esse link com a Assembleia. Os deputados precisam saber as ações do governo até para expor à nossa sociedade através da tribuna”, disse o vice-governador.

Rocha durante visita à Aleac/Foto: Wânia Pinheiro- ContilNet

Desde o começo da semana, Major Rocha entrou em cena com a missão de rearticular a relação do governo com a Casa. A portas fechadas, esteve reunido no final da manhã de terça-feira (25) no gabinete do presidente da Aleac, deputado Nicolau Júnior (Progressistas).

“Estivemos ontem com o nosso líder [deputado Tchê], com o presidente e com os partidos da nossa base e hoje vim aqui para continuar essa conversa. Está faltando essa aproximação e nós temos que ter. O governo tem que estar próximo de sua base precisamos muito da Assembleia, que nos de o suporte necessário para tocar as grandes obras e fazer o que nos propusemos que é mudar o estado e colocar nos trilhos do desenvolvimento”, destacou.

Já o líder do governo na Aleac, deputado Luiz Tchê (PDT) que vinha manifestando seu descontentamento para desempenhar o papel de líder, disse que, apesar de ainda persistirem alguns “probleminhas” que ele não quis revelar quais são, o diálogo está avançando.

“A gente percebe problemas pontuais e estamos conversando, trocando ideias desde a semana passada, para encontrar o melhor caminho. Avaliando os pontos negativos e positivos e como podemos avançar. Chegamos num entendimento. O governador fez uma reunião com a base e o Rocha vai fazer a interlocução junto com o Ribamar [Trindade, secretário de Estado da Casa Civil] e o Nicolau [Jr, presidente da Aleac] para dar tranquilidade para o governador Gladson poder tocar o governo porque tem muita coisa para fazer, o Estado tem muitos problemas para resolver e a parte política vai ficar com o Rocha que já tem experiência no Parlamento, para que o governo trabalhe para melhorar a vida das pessoas, a educação, a saúde e a Casa vai dar sua contribuição para isso acontecer”, concluiu.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários






Outras Notícias

Veja Também