Rio Branco, Acre,


Pedreiro leva soco de enteado, bate a cabeça no asfalto e morre em SP

Situação ocorreu no bairro Balneário Itaguaí, em Mongaguá. Agressor tem 17 anos e foi encaminhado à Fundação Casa da Cidade

Um pedreiro morreu após levar um soco do enteado, de 17 anos, e bater a cabeça no asfalto de uma rua em Mongaguá, no litoral de São Paulo. Os policiais da Delegacia Seccional de Itanhaém, cidade vizinha, investigam o caso que foi confirmado pelo G1,neste sábado (8). Segundo a Polícia Civil, a agressão foi começou após uma discussão entre os dois.

De acordo com o boletim de ocorrência, a morte do pedreiro Carlos Eduardo Machado aconteceu na Rua Geysa Marcok, no bairro Balneário Itaguaí, em frente a residência que ele morava com a esposa, o enteado e mais um filho de seis anos.

Segundo a Polícia Civil, o crime ocorreu na Rua Geyza Marcok, no bairro Balneário Itaguaí, em Mongaguá, SP — Foto: Reprodução/Google Maps

Em depoimento à polícia, o adolescente contou que a discussão começou após o padrasto falar que a esponja que o garoto utilizava na limpeza das próprias roupas não poderia limpar ”lixo”. O garoto, para evitar um confronto com o pedreiro, saiu da residência e foi para a calçada. Mas, insatisfeito, o padastro foi até o jovem e continuou a discussão. Eles trocaram socos e pontapés.

Durante a briga, o adolescente acabou acertando o rosto do padrasto que, imediatamente, caiu no chão. Ele bateu a cabeça no asfalto e sofreu uma grave lesão na cabeça, ficando inconsciente. Desesperado com a situação, o garoto começou a chamar por socorro e pela mãe, que estava na casa de um vizinho.

A esposa do pedreiro acionou a Polícia Militar e unidades do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU). As equipes realizaram os procedimentos de primeiros socorros, mas foi constatada a morte do pedreiro ainda no local.

O Instituto de Criminalística (IC) foi acionado para realizar a perícia no local e o corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML), onde passará por exames de praxe. Já o adolescente foi apreendido por cometer o crime de lesão corporal seguido de morte e foi encaminhado à Fundação Casa de Mongaguá.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Últimas Notícias

Recomendado para você