Rio Branco, Acre,





Por falta de combustível após explosão em barco, prefeito de Porto Walter decreta situação de emergência


Quem também deve assinar um decreto de emergência nos próximos dias é o prefeito de Marechal Thaumaturgo, Isaac Pianko

THIAGO CABRAL, DO CONTILNET

Zezinho Barbery, prefeito de Porto Walter, decretou situação de emergência no município por falta de combustível.  De acordo com o gestor, a situação da cidade está alarmante. Esse é o primeiro decreto assinado por Zezinho, e segundo ele, por falta do olhar de algumas autoridades que não estão levando em consideração as dificuldades que o município está passando.

Prefeitura de Porto Walter decretou situação de emergência/Foto: reprodução

A situação do município começou a se complicar após um acidente envolvendo um barco de passageiros e cargas. Uma explosão deixou 18 pessoas feridas e 4 mortos. O barco carregava cerca de 5.000 litros de gasolina e transportava esse combustível para o município de Marechal Thaumaturgo.

Entenda: Barco pega fogo no Rio Juruá e cerca de 15 pessoas ficam feridas; vídeo

Por conta do acidente houve uma proibição do transporte de gasolina pelo rio, o que deixou os municípios de Porto Walter e Marechal Thaumaturgo desabastecidos. De acordo com a prefeitura de Porto Walter, a falta de gasolina está prejudicando o transporte escolar, a coleta de lixo, e o atendimento do Samu entre outros serviços  essenciais que precisem de combustível.

A prefeitura ainda reclama que para chegar em Porto Walter só é possível pelo rio e que proibição está prejudicando não só Porto Walter como Marechal Thaumaturgo. Quem também deve assinar um decreto de emergência nos próximos dias é o prefeito de Marechal Thaumaturgo, Isaac Pianko.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários






Outras Notícias

Veja Também