Rio Branco, Acre,


Após invadir rádio, Mazinho Serafim é criticado por deputado

“Infelizmente em Sena Madureira as pessoas andam com medo, mas não precisamos ter medo de ninguém, pois somos um povo ordeiro", disse o parlamentar

Lamentável: foi esse adjetivo que o deputado estadual Gehlen Diniz (PP) usou para classificar o episódio envolvendo o prefeito de Sena Madureira, Mazinho Serafim (MDB), que agrediu verbalmente o vereador Canário (PV) durante uma entrevista ao vivo que o parlamentar cedia à Rádio Aldeia FM 105,9 MHZ.

Em entrevista à Rádio Aldeia de Sena, neste sábado (20), o deputado se solidarizou com o vereador e repudiou a atitude do prefeito. “É lamentável o que aconteceu. Manifesto o meu apoio total ao vereador Canário que está exercendo seu papel constitucional. Vereador não é obrigado a ficar elogiando prefeito. Quem se submete a um cargo público vai receber críticas, se forem críticas excessivas recorra ao judiciário e peça indenização, agora invadir o estúdio de uma rádio para agredir verbalmente o vereador, tentando desmoralizá-lo, é inaceitável. Isso não é papel de um administrador”, comentou.

PUBLICIDADE

De acordo com o deputado, essa não é a primeira vez que o prefeito Mazinho perde o controle. Ele conta que cenas como esta já foram registradas na Rádio Dimensão FM e posteriormente com o vereador Josandro Cavalcante que, após ser confrontado pelo prefeito, ainda chegou a ser agredido no rosto por seu segurança.

“Infelizmente em Sena Madureira as pessoas andam com medo, mas não precisamos ter medo de ninguém, pois somos um povo ordeiro. Ninguém pode se achar o dono da cidade. Eu ando sozinho, a pé, sem segurança e ninguém tem medo de mim porque trato as pessoas com educação”, acrescentou.

Ainda na entrevista, ele parabenizou os demais vereadores que fazem oposição ao prefeito. “Além do Canário, parabenizo também o Josandro, Jacamin, Charmes Diniz e Silvano Farias que tem feito o papel de reivindicar, apontar as falhas e cobrar melhorias. Essa é a função do vereador, garantida por lei”, frisou.

Gehlen também afirmou ter feito recentemente uma denúncia ao Ministério Público por terem levado o maquinário da Prefeitura de Sena Madureira para o terreno da Casa do Seringueiro, de propriedade do prefeito. “Usaram as máquinas pra fazer benfeitorias no local e isso não pode. Essa área tem quatro mandados judiciais de penhora por conta de dívidas. A justiça tem que tomar uma providência”, conclui.

A reportagem do ContilNet tentou ouvir o prefeito Mazinho Serafim na manhã deste domingo (21), mas ele, que é conhecido como o prefeito mais ‘explosivo do Acre’, disse que não iria falar com o site, e nem responder ao deputado Ghelen Diniz.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

Scroll Up