Rio Branco, Acre,


Antes da filha ser morta a pauladas no AC, mãe da travesti Fernanda havia gravado vídeo: “Orgulho”

"Eu tenho orgulho de ter a minha filha, não tenho preconceito, amo ela do jeito que ela é", disse Raimunda Nonata

Uma semana antes de ter a filha morta violentamente a pauladas, em Rio Branco, a mãe da travesti Fernanda, havia gravado um vídeo onde falava do orgulho que sentia dela e do amor. “Eu tenho orgulho de ter a minha filha, não tenho preconceito, amo ela do jeito que ela é. Pra mim, vai ser minha filha amada do coração sempre. Eu amo muito ela”, diz Raimunda Nonata, em vídeo divulgado neste domingo (28), Dia pelo Ministério Público do Acre, em comemoração ao  Dia Internacional do Orgulho LGBTI.

Fernanda Machado era uma das ativista na luta contra a transfobia no Acre. Ela foi assassinada na noite de quarta-feira (24).https://contilnetnoticias.com.br/2020/06/travesti-e-encontrada-morta-com-marcas-de-agressoes-e-suspeita-de-overdose-em-rio-branco/ Seu corpo foi encontrado por populares. Em nota, a Coletiva Teatral Es Tetetas afirma que a parceira foi atingida por pauladas e isso teria ocasionado sua morte. A nota de falecimento foi encabeçada com a frase “Quando eu digo que meu corpo é um corpo morto, não me assusto”, abordando questões como política de extermínio e transfobia.

PUBLICIDADE

O Ministério público do Acre (MPAC), informou que vai investigar as circunstâncias da morte de Fernanda.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

Scroll Up