Rio Branco, Acre,


Presos em operação nesta quinta ocupavam os mais altos cargos no PCC no Acre

Além de 36 presos, foram apreendidos armas e drogas e menores de idade envolvidos no crime

Em coletiva de imprensa realizada na manhã desta quinta-feira (30), foram divulgados detalhes de uma ação conjunta da Polícia Federal, Polícia Civil e Polícia Militar, em operação desenvolvida pela Força-Tarefa do Estado do Acre em parceria com o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado do Ministério Público do Acre (GAECO). Na ocasião foi deflagrada a ‘Operação Tabuleiro’, que tinha como objetivo desarticular as ações das organizações criminosas.

A operação foi articulada no início do segundo semestre deste ano. De acordo com o secretário de Segurança Pública, coronel Paulo César, a parceria fez com que a operação fosse um sucesso. “A força tarefa executou a primeira operação conjunta. Esse é o instrumento de integração da Segurança Pública. Isso se estenderá por mais tempo”, declarou.

PUBLICIDADE

Além de Rio Branco, os demais mandados expedidos foram cumpridos em Cruzeiro do Sul e Epitaciolândia A delegada da Polícia Federal, Larissa Magalhães, destacou que foram cumpridos 52 mandados judiciais, sendo 16 mandados de busca e apreensão e  36 de prisão preventiva em face de membros da Organização Criminosa conhecida como PCC (Primeiro Comando da Capital), atuantes na cidade de Rio Branco-AC.

Segundo o delegado de Polícia Civil, Getúlio Monteiro, boa parte das ações foram realizados na Cidade do Povo e demais bairros do Segundo Distrito da capital. “Eles ocupavam os maiores cargos nas organizações criminosas. Como por exemplo, tribunal do crime e cadastro de faccionados. Foram apreendidos armas e drogas e menores de idade envolvidos no crime” explicou.

Os mandados foram expedido pelo Juízo da Vara de Delitos de Organizações Criminosas da Comarca de Rio Branco-AC. Os investigados exerciam relevantes funções na facção, considerados lideranças regionais.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias