Rio Branco, Acre,


Covid-19: vacina testada no DF pode não ser tão eficaz em idosos

Fórmula é segura, mas estudo intermediário mostra que pessoas mais velhas tiveram respostas imunológicas mais fracas à imunização

Resultados preliminares de um estudo intermediário mostram que a vacina Coronavac, fabricada pela chinesa Sinovac Biotech, pode não ser tão eficaz para idosos contra a Covid-19. Segundo um representante da empresa, a imunização parece segura para esse grupo, mas induz respostas imunológicas mais fracas do que em pessoas jovens.

As informações são da agência Reuters. A pesquisa ainda não foi publicada. De acordo com Liu Peicheng, representante de Mídia da empresa, não houve efeitos colaterais graves em pessoas com mais de 60 anos nas fases 1 e 2 da pesquisa clínica.

PUBLICIDADE

Os participantes foram distribuídos em três grupos, que tomaram duas injeções da vacina. Cada um deles recebeu o imunizante em doses de concentrações diferentes. Mais de 90% dos voluntários tiveram alta significativa nos níveis de anticorpos, mas os dos idosos foram considerados mais baixos. Segundo Peicheng, este resultado está dentro das expectativas da empresa.

A Coronavac está sendo testada em vários locais do mundo, entre eles, o Distrito Federal. Na capital do país, mais de 800 profissionais de saúde voluntários devem participar do estudo clínico.

Na China, a vacina foi aprovada de maneira emergencial e aplicada em milhares de pessoas. De acordo com a reportagem da Reuters, cerca de 90% dos funcionários da Sinovac e suas famílias receberam a imunização.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

Scroll Up