25 C
Rio Branco
10 abril, 2021 8:55 pm

Padre do AC lança clipe com mulheres trans e prostitutas: “Igreja aberta e acolhedora”

POR DOUGLAS RICHER, DO CONTILNET

Siga meu Instagram e veja mais conteúdo: @douglasricher

Natural de Sena Madureira, no interior do Acre, o padre Denis-Ricard lançou seu novo trabalho nas plataformas digitais com conteúdo bem diferente e um dos mais ousados já visto no mundo gospel.

Aos 35 anos de idade, residindo há 12 em São Paulo à frente do Santuário Virgem dos Pobres em Caieiras, o padre Denis lançou seu clipe intitulado “Pra onde foram os bons?”. Dirigido pelo próprio padre, o roteiro aborda a prostituição e a discriminação de alguns religiosos, e leva à tela do Youtube travestis e garotas de programa.

O clipe foi lançado na terça-feira (23), em coletiva especial pelo Instagram do padre @padredenisricard. O portal ContilNet conversou com o Padre Denis-Ricard, que contou um pouco dos detalhes da produção e criação.

Veja a entrevista exclusiva para este colunista!

O portal ContilNet conversou com o Padre Denis-Ricard, que contou um pouco dos detalhes da produção e criação. Foto: Assessoria

-Douglas Richer: Padre Denis, pode se ver claramente uma crítica às pessoas que frequentam as igrejas hoje. Você acredita que esse mover da sua música possa o influenciar outros cantores gospel a mostrar essa face dos cristãos?

-Padre Denis-Ricard: Eu não diria uma crítica as pessoas que frequentam a igreja, mas há um tipo de pessoas eu também frequenta. Porque Jesus vai dizer que o joio e o trigo vai caminhar junto até o dia que ele voltar e separar um do outro, isso significa que dentro da igreja vai ter gente boa e tem gente muito boa, gente que vive o proposito do evangelho . Mas também tem muita gente ruim, o trigo e o joio caminham juntos.

É um convite pra quem acompanha e assisti, se perguntar: “E você quem você é?’, essa pergunta cabe a mim, não podemos julgar, eu sou alguém que deixa a luz de Jesus brilhar ou vivo de aparência?

Pode ser que o clipe influencie alguns cantores, mais esse não é o principal objetivo, a mensagem que o espirito santo me trouxe, realmente é algo próprio da arte, é algo que inquieta e gera reflexão. Eu acho que esse é o principal objetivo.

Se um coração conseguir parar e pensar, e perceber que para ser de Cristo ele precisa viver o amor e a misericórdia, muito mais que a lei, até porque nesses pequenos é que Jesus se revela, assim diz na palavra, ganhamos a missão, esse é o verdadeiro objetivo.

Natural de Sena Madureira, no interior do Acre, o padre Denis-Ricard lançou seu novo trabalho. Foto: Assessoria

-Douglas Richer: Sendo padre, você acredita que a igreja católica tem esse diferencial dos evangélicos?

-Padre Denis-Ricard: Eu poderia puxara sardinha para o meu lado agora, mais não farei isso. Desde de quando eu morava em Sena, eu sempre tive ótimos amigos evangélicos, pessoas que desde naquele tempo eu tive momentos de amizade, cantar e adorar juntos.

E eu sei que tanto na igreja católico, como na evangélica nos temos uma ala muito conservadora, nos também temos uma ala mais progressista, nos tempos pessoas que trabalham com essa abertura e acolhida e temos pessoas que estão muito mais preocupadas como os doutores do tempo da lei de Jesus, com o cumprimento de leis e rituais.
Acredito que nos dois lados, acaba encontrando a dupla realidade, tanto de acolhida, quanto daqueles que ainda tem dificuldade de acolher o diferente.

Padre Denis Ricard lançou seu novo trabalho nas plataformas digitais com conteúdo bem diferente e ousado já visto no mundo gospel. Foto: Assessoria

-Douglas Richer: Por falar em ala conservadora, você está preparado para receber críticas e rótulos pelo projeto ousado?

-Padre Denis-Ricard: Eu não me mantenho preocupado com o que irão pensar, eu estou preocupado aquilo que o espirito santo está levantando e a própria igreja está levantando. Porque eu tenho muita clareza, que aquilo trazendo está completamente alinhado com o evangelho de Cristo e com o pensamento da igreja.

Inclusive a própria pergunta “Pra onde foram os bons?”, vem de uma frase do Papa Leão XIII que diz: ‘A audácia dos maus, se alimenta da covardia e da omissão dos bons’ e Papa Francisco, que é o nosso atual Papa, ele é uma grande inspiração em suas palavras, que estão alinhas com a de Cristo ao dizer que quer uma igreja aberta, acolhedora, que saia das quatros paredes para ir em busca daqueles que estão mais necessitados. Daqueles que não tem se quer força para ir até a igreja. Então, meu coração está muito tranquilo, por saber que está alinhado com a igreja e com o evangelho.

-Douglas Richer: Esse ano ainda terá novidades?

-Padre Denis-Ricard: No fim do próximo mês lançamos a primeira música do meu novo CD.
E temos ainda o clipe da música: “O amor tem pressa” para lançar.

Confira o novo trabalho do Padre Denis Ricard:

A música “Pra onde foram os bons?” do Padre Denis-Ricard acaba de receber uma nova versão, lançada pela ONE rpm Gospel, e com ela um clipe que promete levantar a reflexão dos ouvintes sobre hipocrisia, misericórdia e missão cristã.

Com roteiro do próprio padre e do diretor JC Nunes, da Nice Pixell Entertainment, o clipe foi baseado em fatos reais testemunhados pelo sacerdote. Gravado em clima urbano em pontos da cidade de São Paulo, de maneira ousada, o roteiro trata sobre preconceito, prostituição, insensibilidade social e convida à empatia, misericórdia e missionariedade.

A música em estilo pop soul, possui uma mensagem que vem de encontro aos tempos atuais, onde a igreja tem sido convidada constantemente pelo Papa Francisco a viver na essência do Evangelho com compaixão especial por aqueles que “feridos” se encontram fora das quatro paredes de nossos templos. Vem especialmente de encontro com sua recém lançada encíclica “Fratelli tutti” que nos convida ao amor fraterno.

“A inspiração surgiu após meditar sobre uma frase do Papa Leão XIII que diz: ‘A audácia dos maus, se alimenta da covardia e da omissão dos bons’. É um grito que busca tocar a alma e convence-la a sair de uma vida cristã de aparências e assumir o real seguimento de Jesus Cristo. A história que ali contamos são situações que já vivi, e mostra como precisamos amadurecer para não limitar a ação salvadora que a todos quer alcançar” contou Padre Denis.

A canção faz parte do Projeto “Quebra-me” e já pode ser ouvida em todas as plataformas digitais; o clipe está disponível no canal do sacerdote no YouTube. Padre Denis-Ricard faz parte da Agência Católica Pax Produtora e tem realizado missões, pregações e shows de evangelização pelo Brasil. 

Galeria de fotos: