Rio Branco, Acre,


“Alunos do Estado são de responsabilidade do governo”, diz Bocalom sobre passagem a estudantes

A ideia do gestor é que o Estado arque com o valor dos alunos da rede estadual de ensino

A polêmica da semana foi uma declaração do prefeito eleito de Rio Branco, Tião Bocalom, que disse à imprensa local que o executivo deve arcar apenas com o subsídio de passagem de ônibus para alunos da rede municipal.

A ideia do gestor é que o Estado arque com o valor dos alunos da rede estadual de ensino.

Bocalom prometeu ainda zerar o valor para estudantes do Município, que somam 8,5 mil (já excluindo menores de 7 anos, que têm passe livre).

SAIBA MAIS: Bocalom diz que vai acabar com subsídio da passagem de ônibus de 66 mil alunos

Em contato com a assessoria de comunicação do progressita, nossa reportagem foi informada que o posicionamento segue o mesmo.

“Ele defende que o município precisa bancar a passagem para os alunos do município, de forma gratuita. Os alunos do Estado devem ser bancados pelo Estado”, diz a assessoria.

“É claro que essa é a ideia dele, mas já disse que quando sentar na cadeira de gestor vai analisar tudo da forma mais clara possível para tomar uma decisão sobre o assunto, sem atropelar as coisas”, continuou.

O recurso que garante o preço mais baixo já é previsto no orçamento anual da prefeitura. Atualmente, mais de 70 mil possuem o cartão que garante o valor a R$ 1.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

Scroll Up