Rio Branco, Acre,


Após venezuelano subir em torre de energia, 50 pacientes no INTO precisaram de ventilação manual

O venezuelano desceu e foi encaminhado à UPA por uma ambulância do SAMU

Os riobranquenses acordaram sem energia elétrica na Capital na manhã desta sexta-feira (19). O motivo foi que o Venezuelano Eduardo Rafael Rodrigues Farias, de 32 anos, subiu em uma das torre do linhão de energia elétrica da Estação Taquari, que fica localizado na Via Verde, próximo à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Segundo Distrito, de Rio Branco.

Além da Capital, Acrelândia, Plácido de Castro, Vila Campinas e Senador Guiomard também tiveram fornecimento de energia interrompido.

Segundo informações do Corpo de Bombeiros, a torre possuí aproximadamente 69.000 volts e foi pedido para que a Energisa suspendesse a transmissão de energia para parte da cidade de Rio Branco, deixando cerca de 108.115 residência sem o fornecimento, afim de resguardar a vida do estrangeiro.

O venezuelano desceu e foi encaminhado à UPA do Segundo Distrito, por uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), onde passará por avaliação e posteriormente se houver necessidade será levado para o Hospital de Saúde Mental do Acre (HOSMAC).

Ao ser desligada a energia elétrica, cerca de 50 pacientes que estão na UTI do INTO, acabaram sendo prejudicados, pois a ventilação teve que ser manual, pois os geradores de energia elétrica não funcionaram e foi o maior corre e corre dentro da Unidade de Saúde, que é referência em tratamento da Covid-19 no Acre.

Ainda não tivemos a informação de óbito no INTO devido o desligamento da energia elétrica. Ainda segundo alguns profissionais da saúde ouvidos pela reportagem, disse que esse desligamento pode deixar graves sequelas em alguns pacientes que estão lutando pela vida no hospital.

Em nota, a  Energisa  disse que, das 07h15 até às 8h20, os municípios de Acrelândia, Plácido de Castro, Vila Campinas, Senador Guiomard e parte de Rio Branco tiveram o fornecimento de energia elétrica interrompido, devido à solicitação emergencial do Corpo de Bombeiros para realizar o resgate de uma pessoa que subiu em uma torre de transmissão de energia, que atende duas subestações da Capital e estava com alto risco de morte. O resgate foi realizado com segurança para a equipe dos bombeiros e para a pessoa.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

Scroll Up