16 C
Rio Branco
7 maio, 2021 7:04 am

Quem achou que Gladson não sairia do gabinete está tendo que engolir um populista

POR RORAIMA ROCHA, DO CONTILNET

JEITO DO POVO

O governador Gladson Cameli foi eleito com toda oposição dizendo que ele não sairia do gabinete, que ele não tinha o “jeito do povo”. Em pouco mais de dois anos ele conseguiu provar que os críticos estavam errados. Conversando com as pessoas mais humildes, é nítido o carinho que têm por ele. Gladson fala do jeito que o povo gosta, e a boa comunicação é isso: falar e conseguir ser compreendido. O resto é campanha de marketing.

VALORIZAÇÃO

Falando em comunicação, a Rádio Aldeia passa por uma reforma por meio do programa de investimentos para a melhoria dos órgãos públicos do Estado. O prédio que há tempos precisava de uma mãozinha, agradece. Essa é uma maneira de valorizar não apenas os servidores que lá trabalham, mas o bem público como um todo.

GRANDE INVESTIMENTO

Esse investimento está acontecendo em diversos prédios públicos e chega à cifra de R$ 3 milhões. O secretário de infraestrutura, Ítalo Medeiros, tem trabalhado e não é pouco. Será que vai seguir a carreira do pai, João Tota, ex-deputado federal?

O BAMBU GEMEU

Garis da prefeitura estiveram na Câmara de Vereadores na sessão de hoje, 18, e não alisaram o couro do prefeito Bocalom, fizeram vários esclarecimentos sobre o ocorrido no último protesto. A Câmara cumpriu seu papel de ser a voz do povo. Gol dos vereadores.

POLÊMICA DA PREFEITURA

Quem resolveu quebrar o silêncio pela primeira vez desde sua saída da gestão foi a ex-prefeita Socorro Neri. Ela fez uma coletiva de imprensa nesta quinta-feira, 18, para falar sobre os contratos de garis e margaridas da Prefeitura de Rio Branco, onde apresentou os documentos que comprovam a legalidade das ações tomadas em sua gestão, desmentindo falas proferidas pelo atual prefeito Bocalom e o senador Sérgio Petecão, que colocaram Neri em suspeição.

VAI PARA A JUSTIÇA

A ex-prefeita ainda afirmou que as acusações a causam incômodo, e que vai à Justiça para defender seu nome. Ela também afirmou que irá pessoalmente solicitar ao Ministério Público e Tribunal de Contas do Estado a auditoria do processo licitatório.

ESTRUTURADAH

Depois do anúncio da coletiva, rodou nos grupos um vídeo questionando quem estava financiando esse movimento de Socorro Neri, inclusive se poderia ser o governador Gladson Cameli. Até onde sei, fazer uma live e marcar entrevistas não precisa de uma estrutura maior que um celular com acesso à internet e dados para a ligação. Acho que essa estrutura a ex-prefeita ainda tem. Mas para tirar essa dúvida: fui informado que ela contou com ajuda de duas amigas que se dispuseram a estar ao lado dela neste momento.

ARREGOU

Após a coletiva de imprensa de Socorro, o senador Petecão (PSD) fez uma publicação um tanto quanto fujona, “disse que não disse” sobre suposta corrupção por parte da prefeita. Já vi homem correr de mulher, mas esse foi mais ligeiro que o Usain Bolt.

NÃO GOSTARAM

A direção do MDB ficou “pistola” com a indicação de Nenê Junqueira para a Secretaria de Pecuária e Agricultura. Não entendi o motivo, já que os parlamentares não tem postura governista.

INDICAÇÃO NORMAL

Há tempos o único emedebista que de fato apoia Gladson é o senador Márcio Bittar. Natural que ele faça suas indicações.

CANETADA

A caneta do governador Gladson Cameli anda afiada. Nesta quinta-feira oito cargos comissionados foram exonerados, entre eles, Luiz Fernando, que comandava o Detran e era indicação de Petecão.

AINDA TEM PODER

Isso mesmo, o senador Petecão vive batendo no governo de Gladson mas segue (ou seguia), dando as cartas em espaços estratégicos. Difícil ele seguir mandando com todo esse afã de ocupar o Palácio Rio Branco.