24.3 C
Rio Branco
9 junho, 2021 12:33 am

Cadmiel Bonfim pode ter mandato cassado após atacar médico na Aleac

Ao Sindmed, Rodrigo Damasceno, que também é ex-prefeito de Tarauacá, disse que solicitará ao Conselho Regional de Medicina (CRM) desagravo público em face da ofensa que sofreu do deputado

POR EVERTON DAMASCENO, DO CONTILNET

O deputado Cadmiel Bonfim está sendo alvo de uma representação por quebra de decoro parlamentar.

O pedido que também sugere sua cassação foi encaminhado ao Conselho de Ética da Assembleia Legislativa do Acre (Aleac) pelo Sindicato dos Médicos do Acre (Sindmed-AC).

O parlamentar usou a tribuna virtual nesta terça-feira (11) para chamar o médico Rodrigo Damasceno de “mercenário” – o que foi entendido pelo sindicato como um ataque ao profissional.

“A área jurídica da entidade analisou a fala de Cadmiel e verificou que o parlamentar, que possui imunidade, acabou extrapolando a prerrogativa de fiscalizador ao resumir o fato da falta de médicos no Hospital Geral de Feijó a uma opinião não embasada em provas e sem aferir uma série de problemas vivenciados naquela unidade de saúde”, diz o Sindmed.

O vice-presidente do Sindicato disse que a acusação é grave e parece se tratar de uma perseguição política.

“Se a situação for avaliada de forma fria, de forma a garantir o atendimento da população, seria importante a contratação de mais profissionais para garantir plantonistas na maternidade, tendo o apoio, inclusive, de médicos com especialidade em anestesia. É bom ter o reforço de um profissional, mas não cobre toda a escala, então os pacientes ainda podem ficar desassistidos”, detalhou o sindicalista.

Ao Sindmed, Rodrigo Damasceno, que também é ex-prefeito de Tarauacá, disse que solicitará ao Conselho Regional de Medicina (CRM) desagravo público em face da ofensa que sofreu do deputado, conforme previsto no Código de Ética Médica.

Rodrigo ficou mais conhecido depois que foi fotografado em meio à alagação que afetou Tarauacá, atendendo uma criança dentro de uma canoa.