21.3 C
Rio Branco
23 junho, 2021 12:17 pm

Calegário retira assinatura na CPI: “Foi para garantir comida na mesa dos trabalhadores”

POR ASCOM

O Deputado Fagner Calegário (Podemos) anunciou que irá retirar a assinatura na CPI da Educação proposta pela oposição do Governo na ALEAC, após uma reunião, ontem, 10, com a Secretária de Educação Socorro Neri.

“Optei por retirar a assinatura na CPI para garantir o pagamento dos salários dos mais de 3 mil trabalhadores terceirizados da Educação. São pessoas que estão com mais de 4 meses de salários de atrasados. É a garantia que finalmente esse problema será resolvido e esses trabalhadores terão comida em suas mesas e não percam os seus empregos”, explicou Calegário.

Embora tenha retirado a assinatura CPI, Calegário informou que continuará disposto a assinar todas as investigações de má aplicação de recursos públicos, que surgirem na ALEAC.

Calegário explicou que tem confiança no trabalho de Socorro Neri e que atual Secretária é competente para conseguir resolver a situação.

“Um dos meus motivos para assinar a CPI na época, foi a falta de diálogo da gestão passada da SEE. Eu ia até a Secretaria para obter respostas e não tinha retorno. Não havia tratativas e isso culminou na minha assinatura na CPI para que eu obtivesse essas respostas e soubesse o que estava acontecendo na Secretaria. Hoje, tenho confiança de que a atual Secretária honrará com o compromisso de pagar os trabalhadores. A Socorro é competente, quando era prefeita, foi um exemplo de gestão em relação aos pagamentos dos terceirizados”, opinou o parlamentar.

Após as tratativas entre Calegário e Neri, a Secretaria irá começar a efetuar os pagamentos dos salários atrasados a partir de hoje, dia 11.

Os artigos são de responsabilidade exclusiva dos autores. É permitida sua reprodução, total ou parcial desde que seja citada a fonte.