28.3 C
Rio Branco
11 setembro 2021 10:19 pm

Concurso PF: diretor inicia tratativas para chamar 25% dos excedentes

A Fenapef participou de encontro com o diretor de Gestão de Pessoal e o diretor da ANP para discutir sobre os excedentes do concurso PF

POR FOLHA DIRIGIDA

Última atualização em 20/08/2021 08:43

A luta pela convocação dos excedentes do concurso PF 2021 segue a todo vapor. Dessa vez, a Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef) anunciou que participou de um encontro com a direção do órgão e a ANP.

Em nota, a Fenapef informou que a reunião foi marcada pela defesa da convocação dos candidatos remanescentes, além das vagas iniciais, do concurso que está em andamento. O diretor de Gestão de Pessoal da Polícia Federal, Oswaldo Gomide, também esteve no encontro.

Além dele, o diretor da Academia Nacional de Polícia (ANP), Humberto Rodrigues, também foi um dos convidados para ajudar a dar continuidade nas tratativas pela chamada dos excedentes.

A reunião aconteceu na última quarta-feira, 18. Por parte da Fenapef, estiveram presente os diretores Marcus Firme (Parlamentar) e Flávio Werneck (Jurídico). Eles conversaram com os representantes da corporação sobre o efetivo da PF e a ressaltaram a importância desse reforço “a mais”.

A Fenapef ainda reiterou que a convocação em nada compromete a eficiência do trabalho feito pela corporação. A federação tem apoiado de forma veemente os excedentes.

Diretor da PF fala sobre aproveitar os excedentes do concurso PF

A luta da federação e dos aprovados já tem surtido efeito. Neste encontro, o diretor de gestão de pessoas da PF informou ter dado início à possibilidade de aproveitar, pelo menos, 25% dos aprovados excedentes junto ao departamento.

Chamar esse percentual seria uma forma mais prática e menos burocrática. Isso porque, de acordo com o Decreto n° 9.739/2019, a convocação de 25% dos aprovados excedentes não necessita de qualquer ingerência.

Dessa forma, a corporação conseguiria autorizar a chamada de mais 25% dos aprovados sem que necessite de um decreto presidencial. Isso ajudaria a dar celeridade ao concurso e proporcionar que os candidatos já sejam direcionados para as etapas obrigatórias.

Os demais 75% dos aprovados necessitariam de um aval do Ministério da Justiça e da presidência da República.

Meta é chamar os 100% dos excedentes, diz federação

Embora haja a previsão de antecipar a chamada de 25% dos excedentes, a meta ainda continua sendo convocar todos os remanescentes. De acordo com a Fenapef, foi firmado um compromisso entre os diretores para isso.

Eles se comprometeram a tratar com o diretor-geral da PF, Paulo Maiurino, sobre o decreto presidencial para conseguir zerar o cadastro de reserva. A Fenapef se mostrou solícita a ajudar nesses esforços.

“A Fenapef está à disposição para mediar junto ao Ministério da Justiça e à Presidência da República a questão do aproveitamento de todas as vagas excedentes. “Só precisamos do aceno positivo do Diretor-Geral da PF para essa possibilidade”, disse o o diretor jurídico, Flávio Werneck.

PF soma mais de 6 mil cargos vagos, diz Fenapef

Recentemente, a Fenapef informou que, atualmente, a Polícia Federal conta com mais de 6 mil cargos vagos em seu quadro de pessoal. Por isso, a necessidade de chamar todos os excedentes é evidente.

A federação também ressaltou que um concurso é caro e longo, por isso, otimizaria a situação até que um novo seja autorizado. A federação ainda lembra que são muitas etapas até o resultado final.

Presidente da Fenapef, Luís Boudens diz que a incorporação desses candidatos, que são aprovados com boas notas, mesmo fora do quantitativo de vagas do edital, não comprometerá a excelência dos trabalhos da Polícia Federal.

“Ao contrário, teremos uma economia muito grande, tanto de esforços quanto de recursos”, disse o presidente.

Concurso da PF tem 1.500 vagas de nível superior

edital de abertura do concurso da Polícia Federal conta com 1.500 vagas. Todas as chances são em cargos de nível superior. O regime de contratação é o estatutário, que garante a estabilidade.

Os profissionais terão uma jornada de trabalho de 40 horas semanais e contam com a seguinte distribuição de vagas por cargo:

  • Agente de polícia  – 893 vagas
  • Escrivão de polícia  – 400 vagas;
  • Papiloscopista policial federal  – 84 vagas;
  • Delegado de polícia  – 123 vagas.

As vagas oferecidas são em formato nacional, ou seja, sem distribuição por regiões. A Polícia Federal convocará de acordo com suas necessidades. A Região Norte e as faixas de fronteira são os locais com mais vagas disponíveis.

Quais os requisitos e cargos do concurso PF?

Carreira Requisitos Remuneração 
Agente Nível superior em qualquer área + CNH R$12.980,50
Escrivão Nível superior em qualquer área + CNH R$12.980,50
Papiloscopista Nível superior em qualquer área + CNH R$12.980,50
Delegado Nível superior em Direito, experiência de três anos + CNH R$24.150,74
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
É permitida sua reprodução total ou parcial desde que seja citada a fonte. Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.