26.3 C
Rio Branco
27 setembro 2021 10:56 pm
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Edvaldo Magalhães diz que base do Governo na Aleac só serve pra bater palma

POR THIAGO CABRAL, DO CONTILNET

Só em 2022

Enquanto o governador Gladson Cameli (PP) já conta com um numeroso leque de partidos na sua aliança para disputar a reeleição no ano que vem, o senador Sérgio Petecão (PSD) disse à coluna que optou por tornar público os partidos que comporão sua aliança apenas em 2022.

Come quieto

Se engana quem pensa que a parcimônia do senador em externar como anda sua aliança é um sinal de que ele esteja ficando pra trás no jogo político. Sem uma máquina poderosa na mão, como é o Governo do Estado, o senador precisa comer quieto. A preocupação em não expor como andam suas tratativas, é uma tentativa de evitar a cooptação de seus apoiadores e cabos eleitorais. Mas Petecão garante: “As conversas estão avançadas”. Faz o certo.

Otimista

“Nunca estive tão otimista”, diz um Petecão que tem andado os 22 municípios do Acre. O senador contou ainda que está “muito animado com a receptividade por parte do povo”. O pré-candidato ao Governo do Acre sabe que o embate vai ser difícil, mas faz questão de se mostrar sempre otimista, afinal, jogar a toalha mais de um ano antes das eleições não faz parte do script do político, que tem uma história vitoriosa nas urnas.

Só pra bater palma

Na sessão desta terça-feira (24) na Aleac, o deputado estadual Edvaldo Magalhães (PCdoB) foi solidário à base governista da Casa. Segundo o deputado, os parlamentares que compareceram à cerimônia de entrega das novas ambulâncias do Samu foram só pra “bater palma”, pois não puderam falar durante o ato. “Base pro governador tem que ir lá só pra bater palma. Dar palavrinha em agenda positiva não pode. Esse é o tamanho do prestígio que o governo tem com seus aliados”, disparou.

Defesa

O deputado José Bestene (PP) saiu em defesa do governador Gladson Cameli. De acordo com Bestene, o que houve foi um “deslize” do cerimonial do Governo. “Tinha oito deputados lá e nenhum foi chamado para representar o poder legislativo. Fiz questão de registrar ontem mesmo o deslize com o cerimonial”, disse.

Abre o olho

Ainda na sessão de hoje, o deputado estadual Gehlen Diniz (PP) sugeriu que o governador ficasse de olhos bem abertos. O motivo, é que segundo o parlamentar, alguns secretários de Estado estão usando o cargo como trampolim político, o que pode comprometer a atuação em suas respectivas pastas e consequentemente comprometer também o trabalho do governador. Sem citar nomes, Diniz disparou: “São meia dúzia de inúteis”!

Mãos ao alto

O deputado Neném Almeida (Podemos) usou a tribuna da Assembleia Legislativa para reclamar do preço do combustível no Acre, que segundo ele, “é um assalto em plena luz do dia”. De acordo com o deputado, se o Governo baixar o ICMS de 25% para 17% é possível reduzir o valor do litro do combustível em cerca de 50 centavos.

Não tem culpa

Na mesma fala, o deputado Neném Almeida defendeu o ex-governador Jorge Viana (PT), que foi acusado pelos seus pares de ter sido o responsável pelos altos preços dos combustíveis no Acre, após ter aumentado a cobrança de impostos durante sua gestão. “Jorge Viana aumentou, é verdade, mas é verdade também que elegemos o atual governo para fazer diferente. Mas até agora não estamos vendo fazer nada”, disse.

Pelanca

Ainda está rendendo o bate-boca entre os deputados Daniel Zen (PT) e Roberto Duarte (MDB), que teve início na semana passada, quando o petista chamou o emedebista de puxa-saco do senador Marcio Bittar (MDB). Hoje, Duarte resolveu responder e disse que o petista teve um “verdadeiro ataque de pelancas proferindo raiva e ódio contra o senador que nada tinha a ver com isso”. Após a fala de Duarte, Zen subiu à tribuna mas não respondeu ao emedebista, em tom de piada disse apenas que não tinha pelancas, pois “está fitness”.

Queimadas

Ninguém aguenta mais tanta fumaça no Acre. É todo dia e o dia todo de um fumacê que atrapalha a visão e a respiração. Pensando nisso, o deputado federal Leo de Brito (PT) propôs hoje uma audiência com órgãos ambientais para debater a situação das queimadas no Estado. O requerimento foi protocolado na Comissão de Fiscalização Financeira e Controle (CFFC) da Câmara dos Deputados. A audiência pública deverá acontecer nos próximos dias e vai reunir representantes de diversos órgãos públicos estaduais e federais.

Impeachment

Na última segunda (23) um pedido de impeachment do prefeito Tião Bocalom (PP) chegou à Câmara de Vereadores de Rio Branco. O pedido foi apresentado pela advogada Joana D’arc Santana, que acusa o prefeito de ter cometido infrações administrativas, no caso dos supostos assédios cometidos pelo secretário de Saúde, Frank Lima. O prefeito não deve se manifestar sobre o pedido, é o que garante o diretor de comunicação da Capital, Ailton Oliveira.

Homenageado

Em Sena Madureira, o presidente do Deracre, Petrônio Antunes, foi homenageado pela Câmara de Vereadores do município na noite desta terça-feira. O presidente do órgão recebeu uma moção de aplausos, que dedicou ao governador Gladson Cameli. “Como represento o Deracre, recebi, mas é o reconhecimento do que o Governo tem feito aqui e demonstra o valor do trabalho que tem sido desempenhado aqui no município”, disse.

Os artigos são de responsabilidade exclusiva dos autores. É permitida sua reprodução, total ou parcial desde que seja citada a fonte.