26.3 C
Rio Branco
22 outubro 2021 12:39 am

Acre tem a gasolina comum mais cara do Brasil e imprensa nacional repercute

A partir de 1º de outubro de 2021, os estados e o Distrito Federal adotarão o novo preço médio ponderado ao consumidor final (PMPF) para os combustíveis

POR MARIA FERNANDA ARIVAL, PARA CONTILNET

Última atualização em 26/09/2021 14:45

O Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz) divulgou na edição do Diário Oficial da União (DOU) desta sexta-feira, 24, a nova tabela de Preços Médios Ponderados ao Consumidor Final (PMPF) de combustíveis. Após a publicação, a notícia ganhou destaque na imprensa nacional com o Estado do Acre aparecendo com o valor médio de R$6,56 por litro, o mais caro do país.

Capa do R7 traz preços de combustível no Acre. Foto: Reprodução

A tabela indica que o menor valor médio de gasolina comum está no Amapá com R$5,27, seguido do Paraná com R$5,34, Santa Catarina com R$5,53, Mato Grosso do Sul com R$5,64 e Roraima com o valor médio de R$5,75.

O PMPF é o preço final dos combustíveis, que é calculado conforme as informações dadas por cada governo estadual e serve como valor base para cobrança do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS). O consumidor deve saber que o PMPF não é o valor que estará nas bombas dos postos de combustível, pois ainda será adicionado o ICMS.

Na tabela indica também os valores médios de gasolina premium, diesel, gás liquefeito de petróleo (GLP), querosene de aviação, etanol, gás natural veicular (GNV), gás natural industrial e óleo combustível. O GLP, conhecido popularmente como gás de cozinha, também teve aumento no Acre, com a botija de 13 kg com um valor médio de R$8,8591 por quilo, ou seja, o valor médio da botija de 13 kg é de aproximadamente R$115, o mais caro do país, a partir de 1º de outubro.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
É permitida sua reprodução total ou parcial desde que seja citada a fonte. Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.