26.3 C
Rio Branco
23 setembro 2021 12:59 am

Polícias Civil, Militar e Federal realizam mega operação no Juruá para prender líderes perigosos de facções

POR TIÃO MAIA, PARA O CONTILNET

Última atualização em 01/09/2021 08:53

Atuando em conjunto, as polícias Federal, Civil e Militar estão, desde as primeiras horas da manhã desta quarta-feira (01), combatendo o crime organizado na região do Vale do Juruá, em Cruzeiro do Sul. Trata-se de uma força tarefa da Segurança Pública com o nome de “Operação Juruá” e que dá continuidade às ações operacionais direcionadas contra organizações criminosas atuantes no narcotráfico e crimes violentos que operam dentro e fora do sistema prisional do Estado do Acre.

A ação é decorrente de uma investigação que teve início no final de 2020, quando policiais da Força Tarefa cumpriram diversos mandados de busca e apreensão em residências de integrantes vinculados à organização criminosa investigada na cidade de Cruzeiro do Sul. Com base em novos elementos de prova colhidos durante a investigação, outros integrantes da mesma organização criminosa foram identificados e hoje foram alvo de uma nova operação.

A operação conta com 50 policiais federais e civis, que cumprem 34 ordens judiciais expedidas pela Vara de Delitos de Organizações Criminosas de Rio Branco, sendo 12 de busca e apreensão domiciliar e 22 de prisão preventiva. Todos os mandados foram cumpridos no município de Cruzeiro do Sul. Os investigados exerciam relevantes funções na facção sendo considerados lideranças regionais de facções do crime organizado.

Durante o cumprimento dos mandados, foram apreendidas drogas e dinheiro proveniente do tráfico de entorpecentes. A maioria dos indivíduos presos já respondia por delitos graves como roubo, tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo. Agora, serão indiciados pelo crime de integrar organização criminosa (artigo 2º da Lei 12.850/2013), cuja pena varia de 3 a 8 anos de prisão.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
É permitida sua reprodução total ou parcial desde que seja citada a fonte. Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.