29.3 C
Rio Branco
7 dezembro 2021 1:57 pm

Austrália oferece até R$20.800 por mês para vítimas deixarem companheiros violentos

Mulheres terão de apresentar provas de estresse financeiro e de violência doméstica.

POR G1

Última atualização em 19/10/2021 21:33

O governo da Austrália iniciou nesta terça-feira (19) um programa de auxílio financeiro a mulheres que desejam deixar seus companheiros violentos, mas não tem recursos para se manter.

Serão fornecidos, no total, 5 mil dólares australianos (cerca de R$ 20.800) mensais durante até dois anos, sendo 1,5 mil dólares australianos (pouco mais de R$ 6.200) em dinheiro e o restante em pagamento de itens como aluguel ou mensalidades escolares, entre outros.

Segundo estatísticas apresentadas pelo Ministério de Segurança da Mulher, uma em cada seis mulheres irá sofrer violência doméstica em algum momento da vida, contra um a cada 17 homens.

“Sabemos que as dificuldades financeiras, bem como o abuso econômico – que pode envolver interferir no trabalho ou controlar ou reter dinheiro – reduz a capacidade das mulheres de adquirir e usar dinheiro e torna difícil deixar relacionamentos violentos”, disse a Ministra da Segurança da Mulher, Anne Ruston, ao lançar o programa.

“Os pagamentos vão ajudar as pessoas que precisam de apoio financeiro para sair. Sabemos que o tamanho da casa da qual uma mulher está fugindo não importa – muitas vezes ela enfia as crianças no carro, talvez o cachorro também, e eles saem com nada mais do que as roupas do corpo”, acrescentou.

Os pagamentos não serão taxados e não irão impedir que as vítimas recebam outros benefícios sociais aos quais estejam aptas.

Para se inscrever no programa, as mulheres terão de apresentar provas de estresse financeiro e de violência doméstica, que podem incluir um boletim de ocorrência, ordem judicial ou encaminhamento de um provedor de serviços de violência doméstica e familiar com uma avaliação de risco.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
É permitida sua reprodução total ou parcial desde que seja citada a fonte. Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.