23.3 C
Rio Branco
7 dezembro 2021 4:56 am

“Não há ação”, diz especialista sobre propostas de desenvolvimento sustentável na Região Amazônica

O Acre também faz parte desta extensão territorial que comporta, segundo o Ministério do Meio Ambiente, quase 60% das florestas da região

POR RENATO MENEZES, PARA CONTILNET

Última atualização em 18/10/2021 15:20

Mesmo com um estoque de biodiversidade ainda não mensurado por estudiosos, a Amazônia Ocidental, que compreende os estados do Acre, Amazonas, Rondônia e Roraima detém quase 43% da extensão territorial da Amazônia Legal. Por conta disto, diversos debates acerca da exploração legal pautam um questionamento que permeia entre especialistas: quais são as ações desenvolvidas para a promoção do desenvolvimento sustentável na Amazônia?

Segundo o engenheiro de transporte Augusto Barreto à reportagem do portal Amazonas Atual, nada tem sido feito para que seja promovida uma ação de desenvolvimento sustentável sem sucatear as riquezas naturais existentes. “Não há ação”, disse.

Sobre isto, inclusive, os 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS), criados em 2012 na Conferência Rio+20, mais precisamente o Objetivo 12, prevê que os seres humanos não esgotem os recursos naturais. “Até 2030, alcançar a gestão sustentável e o uso eficiente dos recursos naturais”, diz o artigo 12.2.

Isto significa dizer que é permitido a promoção de ações equilibradas que promovam o desenvolvimento local e que, ao mesmo tempo, não desgaste a natureza. No entanto, ainda de acordo com o especialista, o que impede o avanço “é que não há uma discussão que envolva os atores locais sobre o que é melhor para a região”.

Para conferir a reportagem, que traz visões acerca de como a economia sustentável está travada em decorrência da falta de investimento, basta clicar aqui.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
É permitida sua reprodução total ou parcial desde que seja citada a fonte. Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.