24.3 C
Rio Branco
25 novembro 2021 4:32 am

Flamengo faz operação de guerra e tem estrutura montada no Uruguai para final da Libertadores

POR GE

Última atualização em 21/11/2021 11:32

A bola rola para a final da Libertadores às 17h do dia 27, mas a preparação do Flamengo fora das quatro linhas começou há bastante tempo. Amparado nas experiências de 2019, em Lima, o clube montou uma operação de guerra para que Renato Gaúcho e os jogadores tenham a melhor estrutura possível e só precisem se preocupar em como vencer o Palmeiras.

O alto nível de exigência da época de Jorge Jesus foi mantido. O supervisor Gabriel Skinner fez duas visitas técnicas em Montevidéu para preparar toda a estrutura que será utilizada pelos jogadores durante o período na capital uruguaia.

– O grau de exigência dos atletas e do Flamengo exige que busquemos sempre o que há de melhor, seja no nosso dia a dia ou nas viagens. Nossa ida ao Uruguai foi justamente para avaliar a estrutura disponível e ajeitar o que fosse necessário. Acreditamos que tudo estará devidamente preparado, após as visitas técnicas e nossas solicitações. A experiência de 2019 ajudou muito na hora do planejamento e das avaliações – disse Skinner ao ge.

Após primeira viagem, no início de outubro, a principal preocupação passou a ser com as acomodações dos atletas no hotel indicado para Conmebol, consideradas abaixo do padrão que o time se acostumou.

Em Lima, por exemplo, local da final de 2019, a rede hoteleira é de melhor qualidade, e o Flamengo teve 100 quartos à disposição. Em Montevidéu, a Conmebol oferece inicialmente 53 quartos, mas, antes mesmo da semifinal, o clube se antecipou e reservou mais 15. Por fim, conseguiu mais sete e terá ao todo 75 quartos – cada atleta fica em um apartamento individual.

Leia mais em Ge, clicando AQUI.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
É permitida sua reprodução total ou parcial desde que seja citada a fonte. Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.