28.3 C
Rio Branco
10 janeiro 2022 11:51 am

Por casos de Covid-19 e gripe, Bocalom decreta situação de emergência: ‘Não é algo para se alarmar, é algo para se cuidar’

Em coletiva de imprensa realizada nesta segunda-feira (10), também foi anunciado que quatro UTIs estão disponíveis para caso haja necessidade de internação para contaminados com Covid-19

POR RENATO MENEZES, PARA CONTILNET

Última atualização em 10/01/2022 11:51

O prefeito Tião Bocalom (PP) assinou nesta segunda-feira (10), o Decreto de Situação de Emergência a respeito do aumento dos casos de Covid-19 e de síndrome gripal em Rio Branco. A medida terá validade de 90 dias, contados a partir da próxima terça-feira (11).

Em coletiva, onde também esteve presente a secretária municipal de Saúde Sheila Andrade, foi informado de que somente de 126 testes realizados na Unidade de Referência a Atenção Primária (Urap) Maria Barroso no último domingo (09), 28 testaram positivo para Covid-19, o que representa um aumento de 25%.

“Nós decidimos abrir a Urap Maria Barroso para atendimento da síndrome gripal. Ela está aberta desde domingo até quando for preciso, das 7h às 22h e nesse momento há um aumento muito considerável de Covid. Estamos fazendo testagem em todas as pessoas que ali passam com síndrome gripal, e o aumento foi considerável de 25% em cima daquelas pessoas que fizeram os testes. Não é algo para se alarmar, mas é algo para se cuidar”, pontuou.

Ainda de acordo com Andrade, mesmo que a situação não seja tão preocupante em comparação com os cenários anteriores de Covid-19 registrados em anos anteriores, a função das medidas é de conter o avanço dos números. Com o decreto, as prioridades serão dadas para processos administrativos que tenham a finalidade de combater à situação.

“Nossas unidades estarão abertas para atender toda a população. O prefeito determinou que nós abríssemos, fizéssemos esse decreto emergencial com relação a síndrome gripal e Covid. Estamos em contato com o Estado na sexta-feira, conversamos com a secretária em exercício. Não temos internações, mas está havendo muitos casos dentro da atenção básica”, destacou.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
É permitida sua reprodução total ou parcial desde que seja citada a fonte. Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.