24 de maio de 2024

Militares da PM e Bombeiros marcam ato público para a próxima quinta, em frente ao Palácio

Desde o último dia 15, pelo menos cinco associações de militares do Acre (que envolvem a Polícia Militar e Corpo de Bombeiros) estão em protesto contra a inadimplência do Governo em relação às pautas remuneratórias, em especial a Titulação e o Realinhamento Salarial, eles afirmam que têm menor salário dentre as forças policiais do Acre e estão com defasagem salarial acumulada de aproximadamente 43,15%.

Na próxima quinta-feira (24), um ato público está marcado para ocorrer em frente ao Palácio Rio Branco, às 8h.

A classe alega ainda a sobrecarga de trabalho e desmotivação em decorrência da desvalorização. “Atuamos por toda Pandemia, fomos a classe mais atingida pela Covid-19 com 28 vitimas diretas. Enquanto todas as repartições fechavam, os militares estavam firmes em seus postos e em muitos momentos teve sua folga diminuída por causa do efetivo que foi contaminando-se com o vírus”, diz um manifesto divulgado pela classe.

No dia 15 os militares deram início à Operação Cumprindo a Lei, que é quando o militar trabalha apenas dentro da limitação da Lei, o que significa, entre outras coisas, recusa e não voluntariedade para bancos de horas, entrega de cargos de confiança, militares da reserva reconvocados vão entregar sua reconvocação e aqueles à disposição de outros órgãos, pedirão para voltar à suas corporações.

A ação dos militares pode representar uma diminuir o efetivo

PUBLICIDADE
logo-contil-1.png

Anuncie (Publicidade)

© 2023 ContilNet Notícias – Todos os direitos reservados. Desenvolvido e hospedado por TupaHost