27 de maio de 2024

Quem é Kelly dos Santos, ‘golpista de luxo’ que inspirou personagem de novela antes de morrer

Kelly Samara Carvalho dos Santos, que morreu aos 33 anos, era mais conhecida como “a golpista de luxo”. Em seus golpes, ela tinha alvos específicos: a alta sociedade brasileira. Nascida em Amambai, interior de Mato Grosso do Sul, Kelly começou no crime quando ainda tinha 13 anos. A golpista morreu, na madrugada de sexta (18), em Santa Catarina.

Aos 19 anos, Kelly saiu de Mato Grosso do Sul rumo a São Paulo. Ainda quando era adolescente, a mulher afirmava ter sido abandonada pela mãe. Kelly dizia não ter contato com a família desde a descoberta dos golpes por eles.

Em “A regra do jogo”, novela da Globo e escrita por João Emanuel Carneiro, Kelly foi inspiração para a personagem Atena, interpretada por Giovanna Antonelli.

Para aplicar os golpes, Kelly se dizia ser “socialite” e chegou a atuar como acompanhante de luxo. A maior parte dos crimes cometidos pela “golpista de luxo” foi contra membros das altas sociedades de Mato Grosso do Sul, São Paulo e Rio de Janeiro.

Os crimes

Entre os crimes cometidos, os furtos eram sua especialidade. Kelly tinha histórico de furtar dinheiro, cheque, cartões de crédito e até obras de arte.

Um de seus crimes mais famosos foi o furto de uma gravura do pintor espanhol Juan Miró, avaliada, na época, em US$ 18 mil. Para isso, ela seduziu o filho do dono da galeria “Portal Galeria de Artes”, em São Paulo, e aos poucos foi ganhando acesso ao local. A obra de arte foi vendida por ela por US$ 1 mil.

Dourados, a 226 km da capital, foi a última cidade em que Kelly foi presa, logo depois de dopar e roubar um empresário de Ponta Porã com um “boa noite, Cinderela”. Em 2012, ganhou o direito de ir para o regime semiaberto e, assim que saiu da cadeia, fugiu.

Morte

Kelly Samara Carvalho dos Santos, de 33 anos morreu, na madrugada de sexta-feira (18), após cair da sacada do apartamento, no 4º andar, em Laguna, no Sul catarinense. A informação foi confirmada pelo delegado William Testoni neste sábado (19).

Conforme o delegado, Kelly e o namorado teriam chegado na casa por volta das 3h e o Corpo de Bombeiros foi acionado às 3h55. Segundo relato do homem, ela fazia uso de medicação controlada e o namorado queria terminar o relacionamento.

“Começou a falar que iria se matar, chegando a ir próximo da sacada do apartamento”, disse.

O namorado alegou ainda que chegou a segurar Kelly e levar para dentro do apartamento algumas vezes, mas que ela estava alterada e acabou saindo novamente. “Se sentou sobre o mural e começou a fazer como se fosse ‘balanço’, indo e voltando, sentada, até que se soltou ou não conseguiu se segurar”, confirmou o delegado.

Investigação

A Polícia Civil de Santa Catarina abriu inquérito para apurar a morte de Kelly. Segundo o delegado qque apura o caso, momentos antes da queda, a mulher estava acompanhada de um homem, o qual mantinham um relacionamento. Ele prestou esclarecimentos à polícia ainda na madrugada de sexta.

De acordo com Testoni, entre as hipóteses analisadas, a golpista teria caído da sacada do apartamento após ameaçar se jogar. Os policiais não conseguiram identificar câmeras que possam ter registrado a queda.

“Por ora, estamos trabalhando com as hipóteses de suicídio e até mesmo acidente, mas isso pode alterar conforme surjam novas provas. Ainda aguardamos os respectivos laudos a serem emitidos pela Polícia Científica”, disse.
PUBLICIDADE
logo-contil-1.png

Anuncie (Publicidade)

© 2023 ContilNet Notícias – Todos os direitos reservados. Desenvolvido e hospedado por TupaHost