20.3 C
Rio Branco
25 junho 2022 2:22 am

Racha interno no Governo do Acre pode ser mais uma pedra no sapato de Gladson Cameli

POR TON LINDOSO, DO CONTILNET

Última atualização em 21/02/2022 16:40

Na situação que o governador Gladson Cameli está, cada passo deve ser milimetricamente calculado. Com muitas equações a resolver, Cameli tem até abril para pensar em uma chapa redonda, que coalize o maior número de lideranças possíveis das que fazem parte da sua base de governo. Precisa, mais do que nunca, de seu time unido. Mas parece que não é bem assim que está acontecendo.

Mais uma vez, olhos e ouvidos do Palácio Rio Branco entraram em ação e me contam de um racha entre dois grupos importantes dentro do Governo – e essenciais, todos ao seu modo, para estas eleições. São pessoas que possuem poder dentro do governo, gozam da preferência de Cameli e, em algum momento, virou disputa. Sem mais detalhes, por enquanto.

Se os rumores se provarem reais, o maior prejudicado tem nome e chama-se Gladson de Lima Cameli. E não só porque se enfraquece. Mas por ter mais um problemão para resolver.

Bittar e Alan Rick

Principais nomes no Acre dos dois partidos que se unem para formar o União Brasil, senador Marcio Bittar (PSL) e deputado federal Alan Rick (DEM) tiveram reunião de portas fechadas para definir rumos do partido. Na reunião, conversaram sobre a nova direção e alinharam expectativas – interesses também.

Bittar e Alan Rick²

Na reunião, Alan Rick deixou claro que trabalha seu nome para o Senado. Disse não existir conversas para ser vice de ninguém. E que tem o aval de nomes da executiva nacional do novo partido – citou o presidente, Luciano Bivar; secretário-geral, ACM Neto; e Antônio de Rueda, que deve presidir a executiva de São Paulo – para disputar a cadeira. “Nosso nome está sendo trabalhado para o Senado”, enfatizou.

Bittar e Alan Rick³

Não chegaram, ainda, a um denominador comum sobre como as cadeiras serão ocupadas no novo partido. Ainda estão conversando. Apesar das divergências, a reunião foi tranquila e tudo foi tratado na base do respeito.

Mais uma

Keiliane Cordeiro tem acordo fechado e será uma das peças-chave do Republicanos nestas eleições. A ex-secretária de Cruzeiro do Sul, e esposa de Ilderlei Cordeiro, disputa uma vaga na Câmara Federal. Mais uma pedra cantada por este humilde jornalista.

Bem na fita

Keiliane tem andado. Por onde passa, é recebida com honrarias. Tem, ainda, a expertise do marido. Tem aí alguns bons ingredientes para se sair bem na disputa. No Juruá, tem gente apostando fichas nela.

Eduardo Velloso

Em evento na última semana, que comemorou destinação de emendas milionárias para a saúde do Acre – em especial a Fundhacre – o médico Eduardo Velloso foi bastante aplaudido. Validado por todas as autoridades presentes, Eduardo recebeu enxurrada de elogios da secretária Paula Mariano. Velloso foi um exímio articulador para que as emendas, que somam R$ 30 milhões apenas nesta última remessa, se tornassem realidade. Como primeiro suplente do senador Marcio Bittar, tem defendido a saúde com unhas e dentes.

Efeito Gladson

Em agenda no longínquo município de Marechal Thaumaturgo, Governo do Acre atraiu uma série de lideranças que devem pleitear cadeiras nas próximas eleições. Vale tudo por um flash com o governador. É o Efeito Gladson.

Marechal Thaumaturgo

Anunciando uma série de investimentos na região, Gladson agradeceu a presença do prefeito local, Isaac Piyãko (PSD-AC), em um dos eventos, mas disse que as medidas do governo ali eram endereçadas ao povo. “Vamos deixar a política para o período da política”. Piyãko é pré-candidato à Aleac.

Marechal Thaumaturgo²

Verdadeira comitiva de Tarauacá foi ao evento com o prefeito estampado numa camisa. Fãs?

Marechal Thaumaturgo³

Ex-prefeito de Rodrigues Alves e provável postulante à Câmara Federal, Dêda esteve no local, acompanhado de sua esposa, deputada estadual Maria Antônia (PROS). Segundo Dêda, o prefeito está ‘doido pra renunciar’. Contando com o ovo antes de a galinha botar, prefeito?

MDB

Parece que, para o MDB, deixou de ser interessante garantir apenas a candidatura de Jéssica Sales. Flaviano Melo, presidente da sigla, colocou o vereador Emerson Jarude debaixo do braço e partiu para o Alto Acre. Jéssica mira o Senado e Jarude, o Governo.

MDB²

Reuniões desta semana que se iniciam serão decisivas, pois deve ser a última chance de Jéssica Sales confirmar que vem para o Senado da República. O partido confia no taco da médica e deputada federal, mas uns dois ou três cabeças brancas gostariam mesmo é de vê-la disputando o Governo do Acre.

MDB³

Informações vindas do Juruá afirmam que a ficha parece ter caído: a família Sales pode não marchar com Gladson caso Jéssica persista sustentar a ideia de ir para o Senado. Na executiva daqui, a ficha caiu faz tempo.

Cada vez mais incerto

Com cada vez mais postulantes às cadeiras majoritárias, o cenário político do Acre, ao invés de afunilar, está se expandindo. Está cada vez mais incerto.

Márcia Bittar

A postura e traquejo de Márcia Bittar com a imprensa vêm sendo alvo de comentários nos bastidores. “Parece que tem anos de experiência”. Mas tem mesmo. As décadas que o senador Marcio Bittar (UB-AC) tem de experiência nos cargos públicos, sua esposa tem nos bastidores, apoiando, indo às ruas e articulando.

Márcia Bittar²

Não se surpreendam caso o nome da pré-candidata ao Senado seja anunciado a qualquer momento como a nova presidente do Partido Liberal no Acre.

Amor está no ar

Um ‘cabeça branca’ de um glorioso partido está de caso com uma novinha misteriosa. Dentro da executiva, tem até um grupo que investiga a informação, no afã de desvendar a identidade da dita cuja. Este humilde e nada fofoqueiro jornalista deseja felicidades aos pombinhos!

É PERMITIDA SUA REPRODUÇÃO PARCIAL COM O SITE CONTILNETNOTICIAS.COM.BR SENDO LINKADO E CITADO.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Receba nossas notícias em seu email

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 6.079 outros assinantes

Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.