33.3 C
Rio Branco
4 julho 2022 4:51 pm

Polícia investiga dono de lanchonete suspeito de instalar câmeras no banheiro para espionar mulheres

As câmeras foram colocadas no caixa e no banheiro, funcionárias descobriram a ação e denunciaram enquanto ele viajava

POR G1

Última atualização em 25/05/2022 15:25

O proprietário de uma lanchonete é investigado pela polícia por instalar câmeras para espionar mulheres dentro do estabelecimento, que fica localizado na região central de Campo Grande. Conforme a investigação, as câmeras ficavam no caixa e no banheiro do espaço.

O homem tem 47 anos e foi denunciado pelas próprias funcionárias. Elas descobriram o esquema do homem quando ele se ausentou do estabelecimento durante viagem. Conforme a polícia, as imagens das vítimas eram automaticamente enviadas para um aparelho funcional do suspeito.

Três câmeras e dezenas de imagens foram apreendidas. Na delegacia, o homem disse que filmava as mulheres que iam até o caixa de saia ou de vestido, assim como fazia registros no banheiro.

Para a polícia, o suspeito negou o compartilhamento ou a comercialização do material. “Brincadeira de criança”, disse em depoimento.

Ele foi indiciado por assédio sexual. Segundo as autoridades, por se tratar de um crime de menor potencial ofensivo, o homem assinou um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) e foi liberado.

Contudo, a delegada que acompanha o caso, Ana Paula Trindade, ressalta que as investigações ainda estão em andamento. As imagens estão sendo periciadas e se ficar constatado que ele fez imagens de adolescentes ou crianças, ele poderá ser preso. Assim como se for comprovado que ele compartilhou as imagens.

O caso segue sob investigação na Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam).

É PERMITIDA SUA REPRODUÇÃO PARCIAL COM O SITE CONTILNETNOTICIAS.COM.BR SENDO LINKADO E CITADO.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Receba nossas notícias em seu email

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 6.121 outros assinantes

Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.