30.3 C
Rio Branco
7 julho 2022 11:04 am

Varíola dos macacos: infectologista no AC fala sobre sintomas e diz que Estado deve tomar providências

Primeiro caso foi confirmado no Brasil nesta quarta-feira (8), em São Paulo.

POR KATIÚSCIA MIRANDA, PARA CONTILNET

Última atualização em 08/06/2022 17:04

Casos suspeitos da varíola dos macacos estão sendo notificados e investigados em diversas partes do mundo e o primeiro caso foi confirmado no Brasil nesta quarta-feira (8), em São Paulo. O médico infectologista Thor Oliveira Dantas explicou que o momento é de observar atentamente e acompanhar a evolução dessa transmissão.

“Nesse momento o que é importante é que os sistemas de vigilância epidemiológica funcionem, que fiquem atentos para as notificações de casos suspeitos. A doença é transmitida de animais para seres humanos em algumas regiões da África, há algum tempo se conhece isso, e agora a gente teve um aumento no número de casos fora da África e aparentemente com contágio de pessoa para pessoa”, explicou o especialista.

Segundo Thor Dantas, é normal o aumento no número de casos exatamente porque os sistemas estão sensíveis a casos suspeitos para que possam ser investigados. “Os médicos, enfermeiros, agentes de saúde, principalmente, devem ficar atentos e notificar qualquer caso suspeito”, alertou.

Fique atento aos sintomas para casos suspeitos:

Febre, moleza do corpo, dor de cabeça, íngua e erupção cutâneas do tipo vesícula (bolhinhas de água ou pus, parecidas com catapora)

O médico disse que, até o momento, para a população em geral, não é necessário tomar nenhuma medida. “Se não tem lesão de pele, não transmite a doença. O que precisamos é da identificação rápida de casos suspeitos e evitar contato com pessoas que apresentem lesões de pele. O uso de máscaras pode ajudar, mas não é a principal medida por enquanto”, finalizou.

Em nota divulgada nesta segunda (6), o Ministério da Saúde informou que sete casos estão em investigação. Segundo a pasta, os estados de Santa Catarina, Ceará, Mato Grosso do Sul, Rio Grande do Sul e São Paulo têm um caso suspeito cada um, e há ainda dois casos em monitoramento em Rondônia.

É PERMITIDA SUA REPRODUÇÃO PARCIAL COM O SITE CONTILNETNOTICIAS.COM.BR SENDO LINKADO E CITADO.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.