21.3 C
Rio Branco
12 agosto 2022 10:07 am

14 fatos nojentos e interessantes sobre o corpo humano

Entre estatísticas interessantes e informações que você talvez pudesse ter passado sem, aqui vão 14 fatos estranhos e potencialmente asquerosos do corpo humano

POR CANAL TECH

Última atualização em 07/07/2022 10:42

Entre todas as curiosidades do corpo humano, algumas tiram o nosso fôlego pela sua excentricidade: outras, no entanto, são um pouco mais… nojentas. Entre estatísticas interessantes e informações que você talvez pudesse ter passado sem, aqui vão 14 fatos estranhos e potencialmente asquerosos do corpo humano.

1. Piscadas

Piscar é importante para a manutenção dos olhos, e não é à toa que fazemos isso pra caramba (Imagem: gpointstudio/envato)
Piscar é importante para a manutenção dos olhos, e não é à toa que fazemos isso pra caramba (Imagem: gpointstudio/envato)

Nossos olhos piscam cerca de 20 vezes por minuto, o que, em um ano, chega a dez milhões de vezes! Piscar é importante para a saúde o olho, já que espalha o líquido lacrimal e elimina corpos estranhos. Involuntariamente, piscamos a partir de muitos estímulos, e o ato dura cerca de 200 milésimo de segundo. Isso renova a atenção e nos prepara para novas tarefas: segundo pesquisadores, isso pode acontecer em momentos oportunos, como no final de uma frase.

2. Orelhão

Entre as partes do corpo que nunca param de crescer, a orelha é destaque: o nariz também recusa a parar de aumentar suas proporções (Imagem: twenty20photos/envato)
Entre as partes do corpo que nunca param de crescer, a orelha é destaque: o nariz também recusa a parar de aumentar suas proporções (Imagem: twenty20photos/envato)

Nossas orelhas nunca param de crescer, e é por isso que muitos idosos têm o ouvido externo notavelmente grande. Nos humanos, não é comum ter a habilidade de mover esse órgão, o que está presente em muitos animais, ajudando-os a detectar a origem de sons. Como podemos mover a cabeça com bastante liberdade, essa necessidade se perdeu: algumas pessoas, no entanto, têm músculos vestigiais que permitem movimentar as orelhas com facilidade.

3. Cera, será?

A cera de ouvido é expelida pelas glândulas sebáceas, e é um tipo de suor (Imagem: twenty20photos/Envato)
A cera de ouvido é expelida pelas glândulas sebáceas, e é um tipo de suor (Imagem: twenty20photos/Envato)

O cerúmen, ou cera de ouvido, na verdade é categorizado como um tipo de suor! A secreção é liberada pelas glândulas sebáceas, e serve para proteger o canal auditivo de bactérias, já que tem um pH levemente ácido. Há dois tipos de cera: a molhada, que vem de genes dominantes, e a seca, de genes recessivos.

4. Gosto e degusto

A língua não trabalha sozinha, mas é especializada em detectar sabores, com mais de 8.000 papilas gustativas (Imagem: Oleg Magni/Pexels)
A língua não trabalha sozinha, mas é especializada em detectar sabores, com mais de 8.000 papilas gustativas (Imagem: Oleg Magni/Pexels)

A língua humana tem cerca de 8.000 papilas gustativas, cada uma contendo até 100 células que nos ajudam a sentir o gosto da comida. Os cinco sabores que conseguimos detectar são doce, salgado, amargo, azedo (ou ácido) e umami. Cheiro, textura e temperatura são outros fatores que ajudam a sentir o sabor, que, na língua, é definido pela interação com moléculas da comida: salgado e azedo são percebidos entramos em contato com metal alcalino e íons de hidrogênio, por exemplo.

5. (Não) poupe a saliva

Temos órgãos especializados para produzir saliva, e geramos cerca de 40.000 litros da substância por toda a vida (Imagem: Radiotherapy and Oncology Journal)
Temos órgãos especializados para produzir saliva, e geramos cerca de 40.000 litros da substância por toda a vida (Imagem: Radiotherapy and Oncology Journal)

Durante toda a vida, o corpo humano produz, em média, 40.000 litros de saliva. É o suficiente para preencher cerca de 500 banheiras só com a substância. Quanto à composição, 99% do fluido corporal é feito de água e 1% de proteínas, protegendo a boca e a faringe, e avisando quando precisamos de água: na falta dela, a boca fica seca, alertando à necessidade de consumir líquidos.

6. Vai um lenço aí?

Em condições normais, o corpo humano produz cerca de uma xícara de muco nasal todos os dias (Imagem: twenty20photos/envato)
Em condições normais, o corpo humano produz cerca de uma xícara de muco nasal todos os dias (Imagem: twenty20photos/envato)

Um nariz saudável, em condições normais, produz cerca de uma xícara de muco nasal todos os dias. Nele, poeira e microorganismos grudam, sendo expulsos ou absorvidos pelo corpo através do movimento dos cílios, os pequenos fios das narinas. Outra curiosidade é que o nariz é o nosso GPS embutido, já que convertemos cheiros em informação espacial, assim como os pombos-correio.

7. Minha altura? Depende

Nossa altura é diferente pela manhã em comparação à noite: a culpa é das cartilagens (Imagem: DragonImages/Envato)
Nossa altura é diferente pela manhã em comparação à noite: a culpa é das cartilagens (Imagem: DragonImages/Envato)

Quando você acorda pela manhã, é cerca de 1 centímetro mais alto do que quando foi para a cama dormir: durante o dia, a cartilagem macia entre os ossos vai sendo apertada e comprimida pelo seu peso, resultando nessa pequena diferença.

8. Bora caminhar?

Caminhando, um humano normal levaria 690 dias, em média, para dar a volta ao mundo (Imagem: jcomp/Freepik)
Caminhando, um humano normal levaria 690 dias, em média, para dar a volta ao mundo (Imagem: jcomp/Freepik)

Um adulto normal, caminhando por 12 horas todos os dias, levaria cerca de 690 dias para andar ao redor do mundo — isto é, em uma linha reta. Recomendamos muita água, boa alimentação e descanso para quem quiser tentar bater esse número.

9. Haja coração

O coração é o único músculo do corpo que nunca se cansa de trabalhar — ainda bem... (Imagem: Ali Hajiluyi/Unsplash)
O coração é o único músculo do corpo que nunca se cansa de trabalhar — ainda bem… (Imagem: Ali Hajiluyi/Unsplash)

O único músculo que nunca se cansa é o coração, trabalhando do primeiro ao último momento de nossas vidas. Normalmente, o órgão tem o tamanho de um punho fechado — 12 cm de comprimento, 8 cm de largura e 6 cm de espessura — mas pode ser bem maior em atletas competitivos, devido ao efeito de exercícios físicos. Caso chegue aos 70 anos, seu coração terá batido cerca de 2,5 bilhões de vezes.

10. As peles que habito

A pele morta é substituída em nosso corpo o tempo todo, renovando-a toda cerca de 1.000 vezes ao longo da vida (Imagem: Ramez E. Nassif/Unsplash)
A pele morta é substituída em nosso corpo o tempo todo, renovando-a toda cerca de 1.000 vezes ao longo da vida (Imagem: Ramez E. Nassif/Unsplash)

Toda a superfície da pele humana é substituída todos os meses, à medida que a pele morta vai caindo e novas células entram em seu lugar. A cada minuto, você solta aproximadamente 30.000 células de pele morta. Isso significa que, ao longo de toda a vida, você terá cerca de 1.000 peles completamente diferentes. Pelo menos a troca é bem menos dramática do que a dos répteis.

11. Suando frio (e quente)

O suor é muito importante para a regulação de temperatura: sem ele, superaqueceríamos (Imagem: Hans Reniers/Unsplash)
O suor é muito importante para a regulação de temperatura: sem ele, superaqueceríamos (Imagem: Hans Reniers/Unsplash)

No corpo humano, há cerca de 2,5 milhões de glândulas sudoríparas, cuja função é produzir e eliminar suor, utilizado para regular a temperatura do corpo e eliminar substâncias tóxicas. A maioria delas são écrinas, que produz o suor composto quase unicamente por água, não tendo cheiro. Já as apócrinas produzem o suor gorduroso, ficando em volta dos genitais e axilas, e essas sim produzem um suor com cheiro forte.

12. Tem gente!

Gastamos cerca de um ano no vaso sanitário em toda a nossa vida. Lembrando que não é saudável ficar tempo demais sentado! (Imagem: Vladdeep/envato)
Gastamos cerca de um ano no vaso sanitário em toda a nossa vida. Lembrando que não é saudável ficar tempo demais sentado! (Imagem: Vladdeep/envato)

Ao longo de toda a vida, a maioria das pessoas terá gastado uma média de um ano sentada em um vaso sanitário. Isto é, sem levar em conta quem leva um livro, quadrinhos ou o celular para o banheiro. Cuidado com as hemorroidas, hein?

13. Mãos amarelas

Todos os dias, um ser humano normal peida o equivalente para encher um balão de festa (Imagem: bilanol/Envato)
Todos os dias, um ser humano normal solta pum o suficiente para encher um balão de festa (Imagem: bilanol/Envato)

Um ser humano libera flatulências diariamente em quantidade suficiente para encher um balão de festa: 99% do volume de um flato é composto de gases inodoros, ou seja, sem cheiro. A parte fedida é composta, geralmente, de sulfeto de hidrogênio (gás sulfídrico), enxofre e mercaptanos livres na mistura. Quanto mais enxofre na dieta, pior será o cheiro: alimentos que produzem tais gases são cebola, couve-flor e ovos, por exemplo.

14. Haja bexiga

Urinamos líquido o suficiente para encher uma banheira todos os meses (Imagem: twenty20photos/envato)
Urinamos líquido o suficiente para encher uma banheira todos os meses (Imagem: twenty20photos/envato)

Todo mês, um ser humano saudável elimina urina o suficiente para encher uma banheira, embora recomendemos que o xixi seja feito no vaso sanitário. Durante o dia, eliminamos o dobro de urina do que à noite: isso pode ser alterado, no entanto, por doenças. O líquido costuma denunciar anormalidades no corpo através de mudanças na sua turvação, cor ou concentração, por exemplo.

Fonte: Com informações de Penguin

É PERMITIDA SUA REPRODUÇÃO PARCIAL COM O SITE CONTILNETNOTICIAS.COM.BR SENDO LINKADO E CITADO.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.