29.3 C
Rio Branco
18 agosto 2022 8:05 am

Cães farejadores se apresentam na Expoacre 2022

POR ASCOM

Última atualização em 05/08/2022 14:53

Um grande público se reuniu no estande do Instituto de Administração Penitenciária do Acre (Iapen), na noite da quinta-feira, 5, para ver a apresentação dos cães farejadores.

O Iapen possui 23 cães, das raças rottweiler, pastor alemão e pastor belga, distribuídos nos 4 centros de Treinamentos de Cães Penitenciários, que localizam-se na capital Rio Branco, em Senador Guiomard, Tarauacá e Cruzeiro do Sul.

Devido ao seu olfato apurado, os cachorros conseguem detectar uma variabilidade maior de cheiros e se tornaram cruciais nas operações policiais.

“Os cães farejadores são essenciais e indispensáveis no trabalho penal. Eles fazem desde a intervenção no interior dos presídios até a vigilância da parte externa”, explica James dos Santos, coordenador do Centro de Treinamento de Cães Penitenciários.

O cão farejador é escolhido ainda na matilha. São cerca de 8 meses de preparo para que ele possa iniciar a atuação junto aos policiais penais.

James cita que, no Corredor de Segurança, um cão consegue fazer o trabalho de 10 a 12 policiais, graças ao treinamento e ao seu faro super aguçado.

Os cães de faro possuem um olfato cerca de 50 vezes maior que o dos seres humanos.

Os artigos são de responsabilidade exclusiva dos autores. É permitida sua reprodução, total ou parcial desde que seja citada a fonte.