24 de maio de 2024

Presidido por Dilma, Banco do Brics empresta US$ 1 bilhão ao Brasil

Acerto foi sacramentado durante reunião envolvendo a presidente do Banco do Brics, Dilma Rousseff, e o ministro da Fazenda, Fernando Haddad

Foi assinado nesta quinta-feira (12/10), em Marrakech (Marrocos), um contrato que estipula um empréstimo de US$ 1 bilhão (cerca de R$ 5,04 bilhões) do Novo Banco de Desenvolvimento (NDB, na sigla em inglês) ao Brasil.

A diretoria da instituição financeira já havia apresentado essa proposta de empréstimo ao governo do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), em 2020, em meio à pandemia de Covid-19. Na ocasião, o Brasil recusou a oferta.

O empréstimo foi solicitado, no primeiro semestre deste ano, pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva e recebeu o aval do Senado. A tomada de recursos tem um prazo de pagamento de 30 anos, com juros de 1,64% ao ano. A destinação dos valores ainda será definida pelo Ministério da Fazenda.

Haddad e Dilma

Dilma e Haddad também assinaram, nesta quinta, um outro empréstimo, de R$ 435 milhões, para a Prefeitura de Aracaju. O governo entrará como fiador do contrato, que será destinado a obras de saneamento, melhoria de vias públicas e mobilidade urbana na capital de Sergipe.

No Marrocos, Haddad participa da reunião anual do FMI e do Banco Mundial. Ele também terá algumas agendas bilaterais e reuniões preparatórias para a organização da cúpula do G20, em 2024, da qual o Brasil será o anfitrião, depois de ter assumido a presidência do grupo neste ano. Segundo o Ministério da Fazenda, a viagem do ministro se estenderá até sábado (14/10).

A reunião anual do FMI conta com a participação de ministros da Economia e presidentes de bancos centrais de 189 países.

PUBLICIDADE
logo-contil-1.png

Anuncie (Publicidade)

© 2023 ContilNet Notícias – Todos os direitos reservados. Desenvolvido e hospedado por TupaHost