21 de fevereiro de 2024

Cooperacre participa da Rodada de Negócios do Exporta Mais Amazônia e expõe produtos para compradores de 14 países

40 empresas da região norte estão participando da rodada de negócios

A Cooperativa Central de Comercialização Extrativista no Acre (Cooperacre) esteve presente na rodada de negócios do programa Exporta Mais Amazônia nesta segunda-feira (27) e terça-feira (28), no Sebrae, em Rio Branco, expondo seus produtos e conversando com compradores internacionais de 14 países em busca de ampliar a exportação dos produtos oriundos da floresta amazônica.

Segundo a organização do evento, 40 empresas da região norte que trabalham com as cadeias produtivas como açaí, cacau & chocolate, castanha do Brasil, peixes amazônicos, carnes bovina, suína e de frango, estão participando da rodada de negócios, elas têm a oportunidade de apresentar seus produtos para 20 compradores internacionais, de 16 nacionalidades, as reuniões foram agendadas previamente e tem duração de 30 minutos cada uma.

Foto ASCOM

A Cooperacre está participando com a castanha, azeite de oliva e polpa de frutas, e segundo informou o Gerente de Vendas, Kássio Almada, os produtos estão sendo muito bem recebidos e já existem perspectivas reais de fechamento de negócios.

“Já temos compradores da Índia e da Holanda interessados em adquirir nos produtos, são grandes empresas que já atuam a muitos anos no mercado e que buscam novos fornecedores. Estamos falando com compradores que têm capacidade de adquirir até 30 containers de castanha por ano, mais de 400 toneladas de castanha. Existe possibilidade de negócios com projeções para a próxima safra, o que pode gerar um faturamento de mais de R$ 25 milhões”, declarou.

Comprador da Índia

O gerente geral da empresa Tajir PVT LTD, localizada na Índia, Azir Mevawala, contou que ainda não fechou negócios com nenhuma das 40 empresas da região norte presentes nas rodadas de negócios. Contudo, deixou claro que planeja levar para a Índia o açaí e a castanha produzidos no Acre, nesse sentido, está relatou que está em negociações com a Cooperacre.

ApexBrasil prevê R$ 2,3 bilhões em exportações de produtos da Amazônia

Quando se trata de exportações de produtos compatíveis com a floresta, o Brasil tem uma participação de 300 milhões de dólares. O objetivo do Exporta mais Amazônia é aumentar esse mercado no país, facilitando a vinda de compradores e buscando solucionar os gargalos para a exportação de produtos da Amazônia.

Foto ASCOM

“Quando analisamos os produtos compatíveis com a floresta, a gente tem uma exportação em torno de 200 bilhões de dólares no mundo, e o Brasil participa com 300 milhões de dólares, uma participação bastante pequena. Se levarmos esse setor dos produtos compatíveis com a floresta ao mesmo patamar que o Brasil já tem, sairíamos de algo em torno de 300 para 2,3 bilhões de dólares”, explicou o Gerente de Agronegócio da ApexBrasil, Laudemir Müller.

Sobre a Cooperacre

A Cooperacre trabalha com o beneficiamento da castanha-do-Brasil, borracha, polpa de frutas, palmito de pupunha e com café, aliada ao desenvolvimento sustentável e preservação da diversidade natural e cultural da Amazônia. O carro chefe da cooperativa, a castanha, e os outros produtos que ela beneficia são orgânicos e livres de toxinas.

Foto ASCOM

Atualmente a Cooperacre já exporta para 10 países, sendo eles: Emirados Árabes Unidos; Estados Unidos; Itália; Reino Unido; Holanda; Kuwait; Lituânia; Rússia; Chile; Filipinas. Em 2022, a Cooperacre movimentou mais de R$ 38 milhões em bioeconomia, beneficiando diretamente cerca de quatro mil famílias.

PUBLICIDADE