21 de fevereiro de 2024

Na Ponta da Língua: Socorro Neri cada vez mais próxima do Senado em 2026

Deputada começa a trilhar um caminho para ser a segunda candidata ao Senado na chapa de Mailza

Deputada Socorro Neri. Foto: Reprodução

Ainda faltam 3 anos para as eleições estaduais de 2026, mas os caminhos políticos já começam a ser definidos neste ano. A tríade do governo, por exemplo, deu indícios de uma possível conjuntura do Progressistas: Mailza disputa o governo, Gladson é o favorito para uma vaga de senador e Socorro Neri, atual deputada federal mais votada do Acre, corre como uma das favoritas para concorrer a segunda vaga de senadora. Em agendas do Alto Acre, o trio estava mais junto do que nunca na assinatura da ordem de serviço da Orla de Brasiléia.

Decisiva

A deputada Socorro Neri, inclusive, é um dos nomes com o maior poder de decisão dentro do Progressistas. Nas eleições municipais de 2024, por exemplo, ela preside o partido e é uma das maiores articuladoras da candidatura de Alysson Bestene à prefeito de Rio Branco. Neri ganhou espaço dentro e partido e deve conseguir destituir até o prefeito Tião Bocalom, um dos membros mais antigos do Progressistas. Ou seja, cacife para articular uma futura candidatura ao Senado, a deputada tem de sobra.

Querida

Além disso, Neri detém uma ótima relação com os deputados estaduais, prefeitos e vereadores do Progressistas. A deputada ainda tem a vantagem de ser bem próxima dos secretários e diretores mais importantes do Governo. Mas é claro, a decisão final das candidaturas não só em 2024, mas em 2026, será do governador Gladson Cameli, o qual Neri é bem respeitada e ouvida.

Cabeção

Senador Sérgio Petecão durante inauguração da sede da reitoria do Ifac. Foto: Gustavo Monteiro/ContilNet

O que pode barrar a candidatura de Neri ao Senado Federal em 2026 tem nome: Sérgio Petecão. O Progressistas e o governador Gladson Cameli querem trazer de volta o senador e o PSD para a base do governo, querendo que, alem do apoio a Alysson em 2024, possa se estender para 2026. A moeda de troca? Petecão seria o 2º candidato a senador na chapa de Mailza, colocando água no caldo de Socorro Neri.

PP no Alto Acre

Ao que tudo indica, o Progressistas deve ficar no comando da deputada Maria Antônia e do marido Deda. A prefeita Fernanda Hassem vai precisar encontrar outro partido para lançar Suly Guimarães como sua sucessora na Prefeitura de Brasiléia. Ela esperava filiar a chefe de gabinete ao Progressistas e ter o apoio do governador Gladson Cameli. Fernanda deve lançar Suly pelo Republicanos, partido do irmão, o deputado Tadeu Hassem.

MDB

Ainda em Brasiléia, Fernanda vai precisar sentar e conversar com Maria Antonia para entrar em um consenso. Até porque o MDB já articula lançar Leila Galvão, prefeita com dois mandatos seguidos no município.

De passagem comprada

O secretário de Habitação do Acre, Egleuson Araújo, já está de passagem comprada para deixar a pasta. Quem deve assumir a Sehurb é um indicado do senador Sérgio Petecão, como forma de sacramentar o apoio ao secretário Alysson Bestene na corrida pela Prefeitura de Rio Branco no ano que vem.

Suplente

A suplente do senador Sérgio Petecão, Maria das Vitórias, pode assumir o cargo nas últimas semanas antes do recesso do Senado Federal, por conta dos problemas de saúde que o parlamentar enfrenta. Ele segue internado em um hospital de Brasília, com 70% do pulmão comprometido. Essa será a segunda vez que ela assumirá o cargo.

Apoiador

Já disse anteriormente, mas volto a destacar o trabalho do deputado estadual Fagner Calegario (Podemos), na defesa das pessoas LGBTQIAPN+. Mesmo não fazendo parte da comunidade, ele mostrou que prioriza a pauta. Nesta semana, foi inaugurado o 1º ambulatório especializado para pessoas trans e travestis no Acre. Um projeto pioneiro. Calegário foi o único parlamentar acreano a destinar emenda para o protejo.

Deputado Calegário enviou emenda parlamentar ao projeto/Foto: Ascom

Ponto para o Calegário

“A missão do nosso mandato é construir um Acre melhor para toda população, sempre reconhecendo a diversidade como um valor positivo na sociedade e atuando com responsabilidade social. Nosso mandato reconhece os desafios enfrentados pela comunidade LGBTQIAPN+ e fico feliz em poder contribuir com essa emenda parlamentar e participar dessa conquista, mesmo esse não sendo meu local de fala. O nosso mandato está à disposição para trabalhar em apoio às iniciativas que promovam a igualdade e respeito”, comentou o deputado à coluna.

Nada até agora

O recém-nomeado secretário de Esportes, Ney Amorim, até agora não apareceu em eventos oficiais e nem mostrou trabalho à frente da pauta. Desse jeito fica difícil de defender. Será que Ney seguirá os caminhos do seu antecessor, Carlão do Vôlei, e vai ficar conhecido por sumir e deixar a Secretária ao léu?

Ney Amorim/Foto: Reprodução/Facebook

Aproximação

O senador Marcio Bittar voltou a se aproximar do prefeito de Sena Madureira, Mazinho Serafim. Os dois participaram do lançamento do programa Prato Solidário, que vai beneficiar 300 famílias do município com cestas básicas. Pensando em 2026, seria esse o caminho que os dois irão seguir? Mazinho já disse que é candidato a governador, Marcio deve concorrer a reeleição como senador. Seria possível uma chapa entre os dois? Veremos!

Agradeça a Lula

Durante todo o primeiro mandato o governador Gladson Cameli não construiu uma moradia popular no Acre. O motivo foi claro: a pandemia de COVID-19. Como ele mesmo disse: “preferiu salvar vidas”. Agora, Gladson precisa agradecer ao apoio do presidente Lula na luta para tentar acabar com o déficit habitacional do Acre, que ultrapassa as 23 mil pessoas sem casas. Por meio do Minha Casa Minha Vida, Lula anunciou que deve construir 1,6 mil casas logo na primeira seleção de propostas do novo programa.

Lula e o governador Gladson Cameli/Foto: Ricardo Stuckert

Sehurb é o foco

E é justamente acabar com esse déficit habitacional que Petecão quer ganhar os créditos. Senador da base de Lula, ele quer emplacar alguém de confiança à frente da pasta para conseguir formalizar projetos do Minha Casa Minha Vida e receber atenção especial do presidente. É o jogo! Pelo menos com isso a população ganha e muito.

Sócio da Gol

Tem um secretário do governador Gladson Cameli que poderia ser facilmente considerado um sócio da Gol, ou até mesmo um comissário de bordo, de tanto que viaja a custas do governo. O gestor esquece que tem muito trabalho a fazer na Secretaria e é um dos poucos nomes que sujam a imagem do governo.
O nome? Nem preciso falar! Basta olhar as redes sociais do dito cujo e ver que ele quase não para no Acre.

Off

– Fontes disseram à coluna que Petecão vai emplacar o seu braço direito à frente da Sehurb;
– Os nomes que surgiram vão do candidato a deputado estadual Jefferson Pururuca, até um dos cabeças do PSD, Coelho;
– Mesmo sendo indicado por Petecão, o nome deve ter a aprovação da vice-governadora Mailza Assis;
– E foi justamente naquela reunião feita entre os dois que definiu o nome;
– Petecão já havia indicado um nome para a Companhia de Habitação do Acre (Cohab), órgão da Sehurb;
– Em 2019, Pedrinho Oliveira, primo de Petecão havia assumido a presidência do órgão;
– Dois anos depois, com o rompimento com o governador Gladson Cameli, ele foi exonerado;
– Quem assumiu depois foi uma indicada do deputado Fagner Calegário, Aldeneide Batista;
– Ela não durou muito e também foi exonerada após atritos entre Calegário e Cameli;

PUBLICIDADE