22 de fevereiro de 2024

Ana Hickmann diz que defesa do marido quer ‘distorcer realidade’

Apresentadora diz que medida protetiva está em pleno vigor

A assessoria da apresentadora Ana Hickmann divulgou uma nota no fim da noite de sábado (9) comentando a informação de que o marido dela, Alexandre Correa, entrou na Justiça para revogar a medida protetiva que a artista tem a seu favor. No material, Ana diz que a defesa do empresário quer “distorcer a realidade” e, ainda, cita o “esforço para desviar a atenção e menosprezar a medida protetiva”, decretada após a denúncia de agressão em Itu (SP).

A nota começa dizendo que a apresentadora nega categoricamente todas as recentes alegações feitas pela defesa de Alexandre.

“Observamos que a outra parte tem adotado uma abordagem completamente sensacionalista, empregando estratégias que visam distorcer a realidade. Tais ações parecem ser um esforço deliberado para inverter situações e desviar a atenção do cerne da questão, manipulando fatos e disseminando informações inverídicas.

O texto diz que, assim como ocorre com milhares de mulheres, “a defesa do ex-marido apresenta características comuns desempenhadas em casos de pessoas agressoras, na tentativa de negar a obviedade dos fatos e fazer o agressor de vítima“.

Ana Hickmann/Foto TV Record

“Esta tentativa parece ser um esforço para ignorar e menosprezar a medida protetiva outorgada em favor de Ana Hickmann, abrangendo todos os seus familiares. É crucial reiterar que esta medida está plenamente válida e em vigor.”

Por fim, a assessoria lembra que todos os processos relacionados a este caso estão tramitando sob segredo de Justiça.

“Ana Hickmann, em sua total transparência e compromisso com a Justiça, já prestou todos os esclarecimentos necessários às autoridades competentes. Ela continua dedicada e vem se empenhando a solucionar as questões pendentes de maneira legal e confia plenamente na Justiça.”

Pedido de revogação da medida protetiva

A defesa de Alexandre entrou com um novo pedido para revogar a medida protetiva solicitada por Ana. O documento foi protocolado na sexta-feira (8) e a informação foi confirmada pelos advogados de Correa no sábado (9).

Segundo os advogados Enio Martins Murad e Diva Carla, a nova solicitação foi feita pois a apresentadora teria entrado em contato com o empresário por um aplicativo de mensagens no dia 4 de dezembro, o que, de acordo com a defesa, infringiria as regras e quebraria a medida protetiva.

Este é o segundo pedido de revogação da medida feito pelo empresário. No fim de novembro, Correa também entrou com a solicitação e processou a apresentadora por alienação parental. Dias depois, a Justiça autorizou que o empresário visse o filho, desde que intermediado por uma terceira pessoa.

A decisão atendeu a um pedido feito de revogação parcial da medida protetiva concedida à apresentadora. No despacho, a magistrada afirma que a medida protetiva não impossibilita que Alexandre possa visitar o filho. Desta vez, a defesa pede a revogação total da medida protetiva.

A defesa de Alexandre também informou que o apartamento onde ele vivia, em São Paulo, teve o contrato encerrado. Juntos, Ana e o empresário têm três imóveis.

Nova equipe

Equipe de Ana Hickmann para restruturação econômica tem ex-presidente da Caixa Danielle Marques, ex-ministro Paulo Guedes e Roberto Justus — Foto: Reprodução/Instagram

Equipe de Ana Hickmann para restruturação econômica tem ex-presidente da Caixa Danielle Marques, ex-ministro Paulo Guedes e Roberto Justus — Foto: Reprodução/Instagram

As dívidas da empresa que a apresentadora possui, juntamente com Alexandre, somam cerca de R$ 40 milhões.

A apresentadora anunciou a mudança nas redes sociais na quinta-feira (7). Em uma publicação do Instagram, disse que “é hora de arrumar a casa e brilhar ainda mais” e apresentou parte da equipe que fará a assessoria.

Conforme apurado pelo g1, a empresa de investimentos contratada por Ana tem Paulo Guedes como membro do conselho e acionista principal, Roberto Justus como sócio e Danielle Marques como membro do conselho executivo.

Também na quinta-feira, o advogado de Alexandre informou que o empresário entrou com uma ação cautelar para que consiga protocolar com uma ação de recuperação judicial da empresa que tem em conjunto com a apresentadora.

Conforme o documento, Correa pede que seja deferida uma medida cautelar de tutela de urgência para determinar que os contatores e administradores da empresa apresentem os documentos exigidos para a ação, já que ele está impedido de frequentar o local por conta da medida protetiva solicitada pela apresentadora.

Os pedidos feitos com caráter de urgência têm a pretensão de propor a ação principal, que, neste caso, é a ação de recuperação judicial do empresário.

Saiba mais

A medida protetiva foi solicitada por Ana Hickmann no final de novembro. O pedido foi baseado em uma notícia de que ele teria uma arma, conforme apurado pelo g1. A Polícia Civil esteve no apartamento de Correa, na capital paulista, e cumpriu um mandado de busca, mas nada foi encontrado.

O empresário alega também que a empresa está passando por dificuldades financeiras, e que o processo de recuperação judicial tem o caráter de evitar a falência.

A ação também visa antecipar os efeitos da recuperação judicial e suspender os processos de execução em curso perante a empresa. Ainda, o autor pleiteia pela instauração de processo de mediação e arbitragem, bem como pela liberação das contas e bens imóveis dos sócios.

Violência doméstica

Ana Hickmann registrou um boletim de ocorrência contra o marido por lesão corporal e violência doméstica após uma discussão entre os dois no dia 11 de novembro, em Itu, onde eles moravam em um condomínio de luxo.

Correa confirmou que a apresentadora machucou o braço ao ser acertada pelo trinco enquanto ele tentava travar a porta com o pédurante a discussão entre eles. A briga foi relatada por Alexandre em uma entrevista para a rádio Metropolitana FM.

Após a discussão, Ana Hickmann chamou a polícia, que foi até a casa da família. Alexandre já havia deixado o local quando os policiais chegaram.

Durante a entrevista, Alexandre disse que não agrediu a esposa e nem tentou dar uma cabeçada, mas confirmou que houve uma discussão “acalorada”, e que ele não queria que ela ligasse para a polícia, por achar que não havia necessidade.

“Ela falou de chamar a polícia e fiquei completamente desesperado. Ela foi ligar para o 190 e passou pela porta. Conforme ela foi passar pela porta e fechar, segurei a porta com o pé e o trinco bateu no braço dela. Vi que machucou o braço, mas ela entrou. Eu não queria que ela ligasse para a polícia, porque não havia necessidade de ligar”, contou.

Ao g1, o advogado do empresário reforçou a versão de Alexandre, que ele não fechou a porta no braço de Ana, mas que colocou o pé para que ela não fechasse e, com isso, o trinco atingiu a apresentadora. Alexandre Correa não quis conceder entrevista à reportagem.

Pedido de divórcio

No dia 22 de novembro, Ana entrou com um pedido de divórcio de Alexandre. O g1 apurou que a solicitação foi feita com base na Lei Maria da Penha. A modelo e apresentadora também pediu medida protetiva de urgência contra o marido.

No entanto, a Justiça negou que o pedido ocorresse pela Vara Criminal e de Violência Doméstica e Familiar e determinou que o divórcio litigioso seja apreciado pela Vara de Família. No dia 22 de novembro, o advogado de Correa informou que ele desistiu do processo de divórcio da apresentadora.

“Nós pedimos a desistência do processo de divórcio e foi extinto. Foi por vontade do Alexandre, ele desistiu do processo […] Então, para não ter tanto processo, tanta demanda, só vai ficar a ação de divórcio da Ana”, explica.

O caso

Em 11 de novembro, a modelo e apresentadora Ana Hickmann registrou um boletim de ocorrência contra o marido, Alexandre Correa, por lesão corporal e violência doméstica. O registro foi feito na delegacia de Itu, cidade onde o casal morava.

Conforme o BO, a modelo relatou que Alexandre a teria pressionado contra a parede e ameaçado agredi-la com uma cabeçada. Ela afirmou que conseguiu afastar o marido e pegar o celular, mas, neste momento, Alexandre teria fechado a porta de correr da cozinha, pressionando o braço esquerdo dela.

No dia seguinte ao registro da ocorrência, em 12 de novembro, o empresário confirmou que havia discutido com Ana Hickmann, mas negou que houve agressão, e disse, pelas redes sociais, que “foi uma situação completamente isolada, que não gerou maiores consequências” e que “tudo será esclarecido no momento oportuno”.

A assessoria da apresentadora disse que Ana Hickmann já prestou todos os esclarecimentos e confia na condução do caso pela Justiça.

PUBLICIDADE