27 de maio de 2024

Globo mostra luta por preservação em reserva no Acre e conversa com parentes de Chico Mendes

A Reserva Chico Mendes existe há 34 anos e tem uma área total de 970 mil hectares

O Programa Profissão Repórter, transmitido na última terça-feira (26), na Rede Globo, foi até o a Reserva Extrativista Chico Mendes, em Xapuri, uma das primeiras áreas de conservação de uso sustentável do país e mostrou um pouco do trabalho realizado por extrativistas da região.

Raimundo é primo de Chico Mendes e trabalha com a coleta da castanha/ Foto: Reprodução Profissão Repórter

A reportagem acompanhou o seringueiro Raimundo Mendes, de 78 anos, que é primo do ativista ambiental Chico Mendes, um dos nomes mais conhecidos em todo o país pela luta contra o desmatamento na floresta amazônica. Ele foi assassinado em dezembro de 1988, na porta de casa.

A Reserva Chico Mendes existe há 34 anos e tem uma área total de 970 mil hectares. Nela, moram hoje três mil famílias. Mais conhecido como Raimundão, o extrativista hoje dedica sua vida à preservação da floresta e trabalha com a coleta de castanha e do látex.

“A floresta preservada está nos garantindo a vida da seringueira, a vida da castanheira, a vida de todas essas espécies que estão aqui. E, uma vez garantido a vida delas, está garantido também a vida do seringueiro junto com a sua família. Ajuda a evitar a alteração climática e que ela aumente ainda mais”, conta Raimundão.

Todo o produto colhido por ele é comercializado pela Cooperativa Central de Comercialização Extrativista do Estado do Acre (Cooperacre), que vende seus produtos, inclusive para fora do país.

A equipe de reportagem foi, ainda, na indústria de beneficiamento de castanha da Cooperacre, que atua na organização da produção de uma rede de cerca de 25 cooperativas e associações de produtores.

“Hoje, a geração dos filhos de Raimundão tem o desafio de manter a região preservadaEntre janeiro e outubro de 2023, a Reserva Extrativista Chico Mendes foi desmatada o equivalente a 200 campos de futebol de mata nativa para dar lugar a pastagens”, diz um trecho da reportagem. 

“Eu como filha, prima também de Chico Mendes, a gente tem a necessidade de dar continuidade a essa luta, de continuar a história desses companheiros que vieram antes da gente”, ressalta Raiara Azevêdo de Barros, filha de Raimundo.

VEJA A REPORTAGEM COMPLETA, CLICANDO AQUI.

PUBLICIDADE
logo-contil-1.png

Anuncie (Publicidade)

© 2023 ContilNet Notícias – Todos os direitos reservados. Desenvolvido e hospedado por TupaHost