27 de maio de 2024

Psicólogo dá 7 dicas para evitar o estresse na ceia de Natal

Psicólogo dá sugestões para que a comemoração de Natal ocorra sem conflitos e as desavenças entre os convidados sejam adiadas

O Natal nem sempre é data de harmonia, como preconiza o espírito da festa. Para muita gente, a ceia significa a obrigação de conviver com parentes com os quais o relacionamento está desgastado, o que pode motivar situações estressantes.

Segundo o doutor em psicologia Danilo Suassuna, do Instituto Suassuna, o primeiro passo para escapar dos conflitos é aceitar que haverá diferenças entre as pessoas durante a ceia. “Pequenos desentendimentos são normais e aceitá-los pode aliviar a pressão de criar a celebração perfeita. Manter expectativas realistas ajuda a diminuir frustrações e promove um ambiente mais relaxado”, afirma.

Natal sem estresse

Suassuna dá sugestões de como evitar situações incômodas no Natal com os familiares:

Foto de pessoas festejando o natal

Natal pode ser celebração harmônica se houver diálogo entre os convidados

1. Escute: “Comece por você. Escute, mostre empatia e compreensão pelas perspectivas dos outros. Isso cria um ambiente de respeito mútuo, onde todos se sentem ouvidos e valorizados”, sugere.

2. Estabeleça limites: “Isso pode incluir acordos sobre tópicos a evitar ou o tempo de duração das visitas. Respeitar os limites de cada um é crucial para manter o ambiente saudável e livre de tensões desnecessárias”, orienta.

3. Tenha autocuidado: segundo o psicólogo, reconhecer a importância de se afastar momentaneamente para recarregar as energias é vital para manter o equilíbrio emocional durante as festividades.

4. Tenha adaptabilidade: ser flexível e estar preparado para mudanças nos planos é necessário nas confraternizações. “Aceite que nem tudo acontecerá como planejado, isso pode reduzir significativamente o estresse e melhorar a experiência geral”, aconselha.

5. Reconheça as contribuições de cada um: “Reconhecer o esforço dos outros e mostrar respeito pela participação na celebração reforça a conexão entre os membros da família”, afirma.

6. Resolva os conflitos: se alguma rusga acontecer, é necessário gerenciar os conflitos de forma construtiva. “Aborde os desentendimentos calmamente e busque soluções que considerem os sentimentos de todos pode prevenir novas disputas familiares”, diz ele.

7. Lembre que você não é o centro do Natal: “O Natal é uma celebração coletiva e não deve girar em torno de desejos ou ideias individuais. Por isso, cultivar uma mentalidade de partilha e compreensão pode criar uma atmosfera mais inclusiva e agradável”, finaliza o especialista.

Siga a editoria de Saúde no Instagram e fique por dentro de tudo sobre o assunto!

PUBLICIDADE
logo-contil-1.png

Anuncie (Publicidade)

© 2023 ContilNet Notícias – Todos os direitos reservados. Desenvolvido e hospedado por TupaHost