21 de fevereiro de 2024

Vídeo: após ser baleado na cabeça, baixista Mingau faz movimentos

Mingau, de 56 anos, foi baleado na cabeça em Paraty (RJ), ele se recupera em uma UTI em São Paulo e família comemora evolução

Foto colorida de Isabella Aglio - Metrópoles

Reprodução/Instagram

A família do baixista da banda Ultraje a Rigor, Rinaldo Oliveira Amaral, o Mingau, comemora a evolução do músico. Baleado na cabeça em Paraty (RJ), no dia 2 de setembro, ele segue em recuperação dos ferimentos graves na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de um hospital particular de São Paulo.

Foto colorida de Isabella Aglio e Mingau - Metrópoles

Reprodução/Instagram

Foto colorida de Isabella Aglio - Metrópoles

Reprodução/Instagram

No entanto, já faz pequenos movimentos com as mãos, expressões e até tentativa de levantar do leito.

A filha do músico, Isabella Aglio, mostrou o pai fazendo um sinal de positivo e ainda mostrou o rosto dele pela primeira vez desde a hospitalização.

Veja o vídeo:

Reabilitação

Ao G1, Isabella contou que a meta é que o pai seja levado a uma clínica de reabilitação, mas que o paciente continua em tratamento com antibióticos para combater uma infecção pulmonar.

“Somente daqui a algumas semanas poderemos deixar o hospital. Apesar da infecção, ele não deixa de nos surpreender a cada dia. É o olhar que diz muito, a risada que mostra que está aqui e até o esforço para tentar levantar da cama”, disse a filha.

Segundo a filha, amigos próximos fizeram uma corrente de solidariedade para ajudar nas despesas com a recuperação, principalmente com procedimentos não cobertos pelo convênio. Para isso, foi criada uma “vaquinha”, que pode ser encontrada nas redes sociais pela hashtag #juntospelomingau.

“Também organizaram o show que vai acontecer dia 14 de dezembro no Teatro Bradesco, em São Paulo. Nenhum dos participantes receberá cachê, e a venda dos ingressos irá ajudar a custear a próxima cirurgia e o tratamento de reabilitação. Meu pai trabalhou a vida inteira como músico, e continuava tocando na noite para completar a renda. E essa corrente do bem irá ajudar bastante”, conta.

Cirurgias feitas em Mingau

Conforme a jovem, Mingau passou por uma primeira cirurgia foi emergencial, feita logo depois do atentado. A segunda, para diminuir a pressão no crânio e também uma traqueostomia (abertura frontal da traqueia com inserção de cânula), em 11 de setembro.

Desde 9 de setembro, a equipe do setor de terapia intensiva tem reduzido gradativamente as drogas sedativas.

A próxima cirurgia será para fixar uma prótese na área do crânio atingida pelo projétil.

Relembre o caso

Mingau foi alvo de disparos efetuados por criminosos armados nas proximidades da Praça do Ovo, em Paraty (RJ). Na ocasião, ele estava com um amigo em um carro.

Em depoimento à Polícia Civil do Rio, o amigo, que estava no veículo, disse que ele e Mingau haviam sacado dinheiro no banco e estavam indo fazer um lanche quando sofreram o ataque. O músico tem uma pousada na região.

Ainda de acordo com o amigo, ele abaixou para se proteger dos tiros, mas percebeu que Mingau caiu após os primeiros disparos e perdeu o controle da direção, antes de bater no portão de uma casa. De acordo com a polícia, a região do ataque é dominada pelo tráfico de drogas.

Dos cinco suspeitos de envolvimento na tentativa de homicídio, a polícia prendeu quatro. O último preso foi um rapaz de 29 anos detido em uma na Zona Rural de Taubaté, no interior de São Paulo.

PUBLICIDADE