23 de maio de 2024

Após 2ª maior cheia, Rio Branco deve enfrentar pior seca dos últimos anos, diz Defesa Civil

A Defesa Civil, juntamente com a prefeitura de Rio Branco já está se preparando para enfrentar o período de estiagem

No mesmo ano, o Rio Acre, na capital acreana, deve passar por dois extremos, é o que alerta a Defesa Civil. O primeiro destes, a segunda maior enchente do manancial, e a segunda, a pior cheia dos últimos tempos.

A previsão foi confirmada ao site ContilNet na tarde desta terça-feira (26), pelo coordenador da Defesa Civil Municipal, tenente-coronel Cláudio Falcão, que explicou, que a seca em 2024 deve superar a do ano passado.

A previsão é de seca em 2024/Foto: Juan Diaz/ContilNet

“Em 2023 tivemos uma seca muito forte, e a previsão é que a deste ano supere a de 2023, haja vista que agora já em março temos uma certa escassez de água no rio”, explica.

Em novembro do ano passado o afluente chegou a registrar 1,42 metros, menor cota já registrada para o período, fazendo com que a capital sofresse as fortes consequências da estiagem, como o desabastecimento em zona rurais, perda e atrasos de produções, por exemplo.

“A partir de abril vamos ter seca já, até dezembro. São muitos meses, fazendo com que a gente enfrente muitas dificuldades, como altas temperaturas, favorecendo queimadas, a qualidade do ar cai bastante, e também a dificuldade em se abastecer. Então realmente promete ser uma das piores secas que já enfrentamos”, alertou.

A Defesa Civil, juntamente com a prefeitura de Rio Branco já está se preparando para enfrentar o período de estiagem que está por vir nos próximos meses, com preparação de reservatórios de água e dos planos de contingência de escassez hídrica e de queimadas.

PUBLICIDADE
logo-contil-1.png

Anuncie (Publicidade)

© 2023 ContilNet Notícias – Todos os direitos reservados. Desenvolvido e hospedado por TupaHost