18 de abril de 2024

Nível do Rio Iaco baixa 7 cm, mas ruas seguem interditadas em Sena Madureira

A vazante tem dado esperança aos moradores alagados

Na manhã desta terça-feira (05), a Coordenadoria Municipal de Defesa Civil confirmou uma notícia esperada com ansiedade pelos moradores de Sena Madureira: o Rio Iaco apresentou vazante durante a noite, aliviando a tensão que pairava sobre a região. O nível do rio baixou de 16 metros e 55 centímetros para 16 metros e 49 centímetros, sendo que já havia baixado um centímetros durante o dia, totalizando 7 centímetros.

O sinal de vazante tem deixado esperançosos os moradores/Foto: ContilNet

O momento é de alívio, especialmente para os moradores que estavam prestes a deixar suas casas devido à ameaça iminente das águas. Até a tarde da última segunda-feira, quase mil pessoas estavam desabrigadas em doze locais de acolhimento em Sena Madureira, refletindo a gravidade da situação. A notícia da vazante traz esperança e conforto à comunidade local, que agora aguarda ansiosamente a melhora contínua da situação.

A equipe de resgate e apoio continua atuante, oferecendo suporte às famílias afetadas. A solidariedade da população e o trabalho conjunto das autoridades locais são fundamentais neste momento desafiador. Ainda que o cenário esteja melhorando, é importante manter a atenção e o apoio às pessoas impactadas pelo evento climático.

A rua Siqueira Campos, coberta pelas águas, já reflete essa transformação, marcando uma diferença notável na manhã desta terça-feira.

Apesar da melhoria, ainda não é seguro transitar em diversas ruas, incluindo Benjamin Constant, Piauí, Maranhão, Siqueira Campos e Bolevard Cafezal, que foram inundadas pela cheia do rio. Pela primeira vez, o manancial apresentou sinais de vazante, apontando para um possível retorno à normalidade.

Moradores aguardam ansiosamente a autorização para retornar às suas residências assim que o rio baixar para níveis seguros. Até então, permanecem em abrigos públicos, conscientes da importância de aguardar a estabilização da situação. O rio Iaco precisa atingir uma marca abaixo da cota de alerta, estabelecida em 14 metros, para garantir a segurança da população.

O desafio agora reside na gestão deste período de espera, enquanto os olhares permanecem voltados para a evolução do nível do rio. A comunidade de Sena Madureira permanece unida, enfrentando os desafios decorrentes das mudanças climáticas e ciente da importância de agir com cautela diante de fenômenos naturais.

PUBLICIDADE
logo-contil-1.png

Anuncie (Publicidade)

© 2023 ContilNet Notícias – Todos os direitos reservados. Desenvolvido e hospedado por TupaHost