21 de abril de 2024

No Acre, três pessoas morreram afogadas por conta das enchentes; relembre os casos

Ao todo, 19 municípios acreanos estão sofrendo as consequências da cheia dos rios

Por meio de nota lançada nesta sexta-feira (1), a Secretaria de Justiça e Segurança Pública divulgou o balanço de ocorrências e mortes por afogamento durante as enchentes em todo o Acre, do dia 21 de fevereiro até este dia 1 de março.

Nesse período, foram registradas 8 chamadas para atendimento de afogamento.

Rio Acre ultrapassou os 17 metros em Rio Branco/Foto: Juan Diaz/ContilNet

Do total, três resultaram em mortes em decorrência das enchentes; sendo uma ocorrida em Rio Branco, no último dia 25 de fevereiro. A vítima foi Elias Lima de Souza, de 21 anos. O jovem descia o rio a nado quando desapareceu nas águas do igarapé São Francisco”, diz a nota.

SAIBA MAIS: Corpo de jovem que desapareceu enquanto brincava com amigos em igarapé é encontrado

Corpo do jovem foi encontrado próximo ao local onde ele se afogou/Foto: ContilNet

“As outras duas mortes foram registradas em Sena Madureira, no dia 23 de fevereiro. As vítimas foram José Ribamar Feitosa, 38 anos, e sua filha. Eles estavam em uma embarcação que naufragou com 8 pessoas na foz do Rio Caeté”, continua.

VEJA TAMBÉM: Naufrágio: após corpo de pai ser encontrado boiando, filha de 9 anos também é achada em rio

Pai e filha morreram após o naufrágio e foram encontrados/Foto: Reprodução

A Sejusp esclareceu que todos os casos seguem sendo investigados pela Polícia Civil.

Enchentes já atingiram mais de 100 mil pessoas

O Acre vive uma situação de calamidade pública por conta das enchentes dos principais rios do estado, que já atingem mais de 100 mil pessoas, de acordo com informações da Defesa Civil.

Entre as milhares de pessoas afetadas pelas águas estão aquelas desabrigadas, desalojadas e as que, mesmo sendo atingidas pelas águas, não saíram de suas casas.

Ao todo, 19 municípios acreanos estão sofrendo as consequências da cheia dos rios, são eles: Rio Branco, Assis Brasil, Brasileia, Epitaciolândia, Porto Acre, Plácido de Castro, Capixaba, Xapuri, Cruzeiro do Sul, Sena Madureira, Feijó, Tarauacá, Santa Rosa, Jordão, Marechal Thaumaturgo, Porto Walter, Jordão e Mâncio Lima.

O trabalho diário de retirada das famílias das áreas alagadas está sendo realizado pelas equipes do Corpo de Bombeiros, Defesa Civil dos municípios e demais órgãos e secretarias envolvidas nos trabalhos de suporte as pessoas atingidas para as águas.

Arrecadação de donativos

Para ajudar às milhares de famílias em meio a esse momento de sofrimento, o governo lançou a campanha Juntos pelo Acre, que tem o objetivo de arrecadar donativos. As doações estão sendo recebidas na Biblioteca de Rio Branco e também via Pix, pela chave SOS2024.

A campanha tem o intuito de arrecadar cestas básicas, água mineral, kits de limpeza e higiene pessoal, que serão distribuídos de acordo com a necessidade de cada município.

PUBLICIDADE
logo-contil-1.png

Anuncie (Publicidade)

© 2023 ContilNet Notícias – Todos os direitos reservados. Desenvolvido e hospedado por TupaHost