28 de maio de 2024

Dos treinos no quintal de casa para o mundo: acreano irá competir no Mr. Olympia, nos EUA

Confira a videorreportagem completa do ContilNet com atleta Everson Costta

Everson ganhou seu primeiro título profissional em 2023, no Mr. Olympia Brasil, competição na qual conquistou o 1º lugar na categoria Classic Physique, o que garantiu sua vaga no concurso internacional, que acontece em outubro deste ano, em Las Vegas, nos Estados Unidos da América (EUA).

Everson Costta já conquistou vários prêmios/ Foto: Thauá Conde/ ContilNet

O atleta, que agora está de partida para São Paulo, onde irá se preparar para sua próxima competição, será acompanhado de perto pelo treinador austríaco Johann Schatz, que inclusive esteve no Acre na última semana, para gravar conteúdos com Everson. O fisiculturista, em uma videorreportagem exclusiva com o ContilNet, deu detalhes de sua vida profissional, expectativas para o futuro e preparação.

Academia “raiz”

O acreano revelou que começou a treinar de forma simples, no fundo de um quintal, pois não tinha condições de pagar a mensalidade em uma academia. Com carinho ele relembra esses momentos.

“Faz 14 anos que treino, porém metade desse tempo foi em uma academia de fundo de quintal, onde eu mesmo tinha feito os pesos e comecei a treinar. Eu me espelhava em um atleta específico, que era o Felipe Franco, mas ainda não pensava em competição. Eu era muito magro e queria ganhar massa muscular e então treinava em casa mesmo. Depois de um tempo comecei a trabalhar e consegui pagar a primeira academia, que é onde treino até hoje”, lembra.

Acompanhado de sua família, a esposa, Alciene Nascimento, também educadora física, e do cachorrinho do casal, um filhote de Pug, o fisiculturista nos próximos dias embarcará para São Paulo, onde deve iniciar uma nova jornada em sua carreira.

“Eu vou para São Paulo me dedicar 100% ao trabalho, aqui eu já me dedico, e lá eu vou me preparar ainda mais. É muito gratificante poder está lá representando o povo acreano, pois amo o meu estado e o povo acreano. Se estou indo para São Paulo é para poder representa-los”, ressaltou.

Carreira profissional

Everson conta que já treina há 14 anos, no entanto, iniciou sua carreira como atleta profissional em 2018, quando participou de sua primeira competição.

“Em 2018 eu participei da minha primeira competição, e em 2019, na segunda competição, eu fui campeão pelo estado do Acre. Em 2022 fiz mais dois campeonatos, e em Santa Catarina fui campeão também. E no finalzinho de 2022, participei do nacional, que foi onde consegui minha vaga na liga profissional”, destacou.

Everson durante competição no Olympia Brasil 2022/ Foto: Reprodução Instagram

Desde o início de sua carreira, o fisiculturista participou de sete competições ate hoje, das quais só teve um 6° e um 3° lugar, garantindo o 1° lugar nas demais.

Uso de anabolizantes

Um tema muito discutido tem sido o uso de anabolizantes por atletas do mundo do fisiculturismo. A utilização é feita para fins estéticos, com o intuito de ajudar na performance, no entanto, Everson Explica que nem tudo se resume ao consumo dos destes produtos.

“Eu iniciei minha primeira competição com 27 anos, que foi quando eu comecei a utilizar, mas desde então eu sempre tive acompanhamento médico. Muita gente acha que para ser atleta e ter um físico esculpido só consegue por conta de anabolizante, mas não é, tem que seguir dieta, vai ter que treinar pesado, descansar, e ter toda uma rotina”, explicou.

Everson falou sobre o uso de anabolizantes/ Foto: Thauã Conde/ContilNet

A importância do acompanhamento médico se dá em razão da contenção de danos dos possíveis efeitos colaterais causados pelo uso dos anabolizantes, foi o que o médico Gustavo Musial, que acompanha Everson, explicou.

“Falam muito do anabolizante, mas não é o pilar principal. O fisiculturismo não é um esporte que precisa utilizar anabolizante. Na verdade, fisiculturismo é musculação. Tudo tem riscos, mas cabe à pessoa dosar o custo benefício. Os atletas fazem acompanhamento médico, e não é o médico que vai passar o hormônio, mas vai fazer a contenção de danos e vai avaliar. Em primeiro lugar é a longevidade, são meninos jovens e não vamos querer sacrificar a saúde deles”, ressalta.

“Resiliência”

Com uma carreira sendo construída à base de muito esforço e dedicação, Everson Costta deixou um conselhos para aqueles que desejam ou sonham em ingressar no fisiculturismo.

O atleta aconselhou sobre a carreira no fisiculturismo/ Foto: Thauã Conde/ContilNet

“Meu conselho é que não tenha pressa, pois tudo é no seu tempo. Porém não espere o amanhã para começar. Para quem realmente quer ser atleta, eu digo que tem que ter uma mente boa e ter resiliência para saber que o esporte, assim como todos os outros, requer dedicação, treinos, e que faça você uma pessoa melhor”, pontuou.

Para mais detalhes da conversa com o fisiculturista Everson Costa, assista a videorreportagem completa do ContilNet:

video
play-sharp-fill
PUBLICIDADE
logo-contil-1.png

Anuncie (Publicidade)

© 2023 ContilNet Notícias – Todos os direitos reservados. Desenvolvido e hospedado por TupaHost