29 de maio de 2024

Governo amplia vacinação da dengue para nova faixa etária e abre para público com comorbidades no Acre

A expectativa é vacinar, inicialmente, 17.810 pessoas do público-alvo em todo o estado

O governo do Acre, por meio da Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre), iniciou a temporada de vacinação em crianças e adolescente de 6 a 16 anos a partir desta segunda-feira (15). Temporariamente, pessoas com comorbidades (diabetes, hipertensão arterial e renais crônicos), de 20 a 59 anos, também serão contemplados nesta nova fase.

O Acre foi o primeiro estado da Região Norte a iniciar a vacinação contra a dengue. Foto: Neto Lucena/Secom

Para receber a vacina, é necessário comparecer a uma Unidade Básica de Saúde (UBS) ou ao Centro de Referência de Imunobiológicos Especiais (Crie) portando a carteirinha de vacinação, documento de identificação, preferencialmente Cadastro de Pessoa Física (CPF) ou cartão do Sistema Único de Saúde (SUS). Crianças devem estar acompanhadas por um responsável maior de 18 anos. 

A expectativa é vacinar, inicialmente, 17.810 pessoas do público-alvo em todo o estado. O objetivo é administrar mais de 2 mil doses antes do final de abril, quando os imunizantes vencem. O estado registrou apenas três casos graves de dengue, enquanto no mesmo período, em 2023, quando foram registrados 15 casos graves de dengue.

Pedro Henrique foi o primeiro acreano vacinado contra a dengue. Foto: Neto Lucena/Secom

De acordo com a coordenação estadual do Programa Nacional de Imunizações (PNI), a faixa etária e o público-alvo devem avançar progressivamente, conforme as recomendações do Ministério da Saúde (MS). “A adesão à vacinação ainda está sendo baixa. Então, é preciso expandi-la para todo o estado, a fim de alcançar o máximo de pessoas possível”, disse a coordenadora do PNI no Acre, Renata Quiles.

“Em todas as ações governamentais estamos incluindo as vacinações, buscando reconquistar a confiança da população frente à importância de se imunizar”, relata a coordenadora. Foto: Neto Lucena/Secom

 Nota Técnica do Departamento de Vigilância em Saúde (DVS) da Sesacre, grupos com comorbidades, pacientes com hipertensão, diabetes tipo 2 e renais crônicos apresentam uma maior incidência nos casos de dengue.

O Acre foi o primeiro estado da Região Norte a iniciar a vacinação contra a dengue. A expectativa é vacinar, inicialmente, 17.810 pessoas do público-alvo em todo o estado. O mutirão de vacinação contra a dengue em 10 unidades de saúde da capital iniciou neste sábado (13).

RELEMBRE: Paciente do CER e filho de servidora da Saúde: conheça a 1ª criança vacinada contra a dengue no Acre

“Os dados destacam a importância da vigilância e do controle da dengue, especialmente em populações vulneráveis com condições de saúde preexistentes. Por isso, a necessidade de ampliarmos a vacinação também para esse público”, ressaltou o secretário de Saúde, Pedro Pascoal. 

A vacina está sendo oferecida na rede municipal de saúde nos seguintes locais:

  • URAP Hidalgo de Lima; 
  • URAP Eduardo Assmar; 
  • URAP Rosângela Pimentel; 
  • USF Francisco Constâncio; 
  • URAP São Francisco; 
  • USF Maria Áurea Vilela (Cadeia Velha); 
  • URAP Vila Ivonete; 
  • URAP Roney Meireles; 
  • USF Manoel Alves Bezerra (Cidade do Povo); 
  • URAP Cláudia Vitorino.

Horário de atendimento:

Sábado, 13 de abril, até às 17h;

Em dias de semana, das 8h às 12h e das 14h às 17h.

PUBLICIDADE
logo-contil-1.png

Anuncie (Publicidade)

© 2023 ContilNet Notícias – Todos os direitos reservados. Desenvolvido e hospedado por TupaHost