‘Gabigol do Acre’ contratado pelo Galvez diz que realiza um sonho: “Grande responsabilidade”

Yan conta que as dificuldades em sair de sua cidade são muitas

O  adolescente de 17 anos, Yan Pablo Souza Ganon, conhecido como Gabigol, natural de Sena Madureira, deu um importante passo em sua carreira como jogador de futebol. Ele foi convidado a jogar pela base do clube acreano Galvez, na capital, Rio Branco.

Yan, que morava no bairro Cristo Libertador, com sua mãe, deixou a família para trás e veio morar na capital acreana, no centro de treinamento do clube. Apaixonado pelo esporte desde criança, ele conta um pouco de sua história.

Yan foi descoberto pelo clube durante uma partida de futebol/ Foto: Cedida

“Esse sonho começou desde pequeno e sempre joguei nos campos de futebol com os adultos. Às vezes eles não deixavam porque eu era pequeno, mas foram vendo que eu jogava bem, fazendo gol, então começaram a deixar eu jogar com eles. Já na escola, eu sempre ficava de fora nas escalas de jogos, então comecei a treinar e passei a jogar na escolinha de futebol flamenguinho, em Sena Madureira”, revela.

O adolescente começou a se destacar por seu talento e participou de alguns campeonatos, entre eles, o campeonato acreano. Em seu município, ele jogava pela Seleção de Sena Madureira, e foi em uma partida de futebol contra o próprio Galvez que chamou a atenção do clube acreano, surgindo, então, o convite para fazer parte da base do time. Na última terça-feira (7) ele chegou à Rio Branco para integrar o elenco.

Yan participou de alguns campeonatos no estado/ Foto: Cedida

“Eu estou muito feliz pois quando a gente sai da nossa cidade para jogar em um outro time, temos uma responsabilidade muito grande. Não levamos só o nome da pessoa, mas de um município. Estou aqui para ir para cima e representar minha cidade, que é Sena Madureira”, ressalta.

Apesar do novo momento vivido por ele, que o permitirá crescer profissionalmente, Yan conta que as dificuldades em sair de sua cidade são muitas, em especial quando se trata de questões financeiras. Em Rio Branco ele conta com estadia e alimentação custeada pelo clube, no entanto, há outras necessidades que se fazem importantes para sua estadia na capital.

“Quando a gente é do interior é tudo mais difícil. Aqui em Rio Branco por exemplo, eu estou sem sapato para fazer aquecimento e sem chuteira. Uso emprestada”, conta.

Yan diz, ainda, que mesmo em meio às dificuldades enfrentadas, desde criança sempre teve o apoio de sua mãe para seguir seu sonho no futebol. Pelo Galvez, nesta temporada ele disputa o campeonato acreano sub-17.

Interessados em ajudar o jogador, podem entrar em contato pelo (68) 99912-0402.

PUBLICIDADE
logo-contil-1.png

Anuncie (Publicidade)

© 2023 ContilNet Notícias – Todos os direitos reservados. Desenvolvido e hospedado por TupaHost