“Gato seco” e “Negão”; Quem são os ex-agentes que cobram para espancar

A dupla foi contratada para agredir um homem que mantinha relacionamento amoroso com a ex-mulher de um empresário

Dois ex-policiais civis foram alvo de mandados de busca e apreensão na manhã desta terça-feira (7/5) por, supostamente, cobrar para espancar um homem. Apesar da 18ª Delegacia de Polícia (Brazlândia) não divulgar ou confirmar os nomes, a coluna apurou que trata-se dos ex-agentes Edilson Cordeiro Rodrigues, conhecido como “Gato Seco”, e Valdeci Raimundo Pereira, vulgo “Negão”.

Reprodução

Segundo as investigações, a dupla foi contratada para agredir um homem que mantinha relacionamento amoroso com a ex-mulher de um empresário.

Os mandados, expedidos pelo juiz do Juizado de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher de Brazlândia, foram cumpridos em Ceilândia e Samambaia. Durante as buscas nesta região, os investigadores apreenderam uma pistola calibre .40.

Além do mandado de busca domiciliar, o juiz determinou a medida protetiva de suspensão da posse e restrição do porte de armas dos dois ex-policiais.

De acordo com a apuração, o ex-marido e a família da mulher registraram falsamente o desaparecimento da moça e tentaram interná-la à força em uma clínica psiquiátrica. Descoberto o falso registro e frustrada a internação, o ex-marido e a família da jovem contrataram os ex-policiais civis.

Veja imagens do momento em que os ex-policiais ameaçam e agridem o casal:

briga na ruabriga na rua

O crime

No último dia 10 de abril, no período da tarde, ex-policiais civis e familiares da moça surpreenderam o casal dentro de um veículo, nas proximidades do Lago de Brazlândia. Os jovens foram retirados à força do carro, com o emprego de armas de fogo, e o rapaz foi jogado e mantido no chão por um dos ex-policiais.

O homem recebeu golpes do ex-policial e sofreu várias lesões. A Polícia Militar foi acionada e interveio, conduzindo todos para a 18ª Delegacia de Polícia.

A Justiça já havia proibido o ex-marido de se aproximar da moça. O ex-policial civil teve a aposentadoria cassada por crimes de extorsão, concussão e associação criminosa armada.

PUBLICIDADE
logo-contil-1.png

Anuncie (Publicidade)

© 2023 ContilNet Notícias – Todos os direitos reservados. Desenvolvido e hospedado por TupaHost