11 de junho de 2024

Ministério Público do Acre solicita suspensão de obras na Praça da Revolução em Rio Branco

Promotoria busca preservar o patrimônio histórico e cultural da região

O Ministério Público do Acre, por meio da Promotoria de Justiça Especializada de Habitação e Urbanismo e Defesa do Patrimônio Histórico e Cultural, tomou uma medida cautelar com pedido de tutela antecipada na 2ª Vara da Fazenda Pública da Comarca de Rio Branco. A ação, assinada pelo promotor de Justiça Luis Henrique Rolim, busca a suspensão imediata das obras na Praça da Revolução, na capital acreana.

Obras na Praça da Revolução/Foto: Jardy Lopes

A iniciativa do MPAC surge em resposta a uma denúncia recebida pelo promotor Rolim, que instaurou uma notícia de fato na última terça-feira, dia 14, para investigar possíveis danos ao patrimônio histórico e cultural de Rio Branco. A denúncia aponta que as obras em curso representam uma ameaça às características históricas e culturais do local, incluindo a possibilidade de retirada da estátua de Plácido de Castro, líder da Revolução Acreana, movimento que resultou na anexação do Acre ao Brasil.

Além da solicitação de suspensão das obras, o Ministério Público requereu à Justiça a aplicação de uma multa diária no valor de R$ 10 mil em caso de descumprimento da ordem judicial.

Para mais informações, acesse mpac.mp.br.

PUBLICIDADE
logo-contil-1.png

Anuncie (Publicidade)

© 2023 ContilNet Notícias – Todos os direitos reservados. Desenvolvido e hospedado por TupaHost