17 de junho de 2024

Rodrigo Faro se manifesta sobre acusação por esquema de corrupção na Itália: ‘Pego de surpresa’

Nome do apresentador é apontado, em reportagem de emissora italiana, por associação criminosa com empresa relacionada a compra de cidadania

Rodrigo Faro usou as redes sociais para se manifestar sobre as acusações por envolvimento num esquema de corrupção, na Itália. Na madrugada desta segunda-feira (27), o apresentador foi apontado, numa reportagem da emissora italiana RAI News, por associação criminosa, visando falsificação de documentos públicos, com o intuito de comprar a cidadania no país europeu. Faro ressalta que foi “pego de surpresa” pela notícia e frisa que ele a mulher, a modelo Vera Viel, se consideram vítimas de uma empresa criminosa à qual buscaram para dar início ao processo de pedido de nacionalidade italiana.

O apresentador Rodrigo Fato — Foto: Divulgação

O apresentador explica que foi enganado pela firma Diritto Di Cittadinanza SRL, que havia sido recomendada por um amigo. “Rodrigo através de seus advogados aqui no Brasil forneceu toda a documentação necessária, comprovou laços com seus descendentes na Itália e o processo foi aprovado e os passaportes foram concedidos”, explica um comunicado divulgado por meio da página do paulistano, de 50 anos.

Rodrigo Faro e a mulher, Vera Viel — Foto: Reprodução Instagram

Rodrigo Faro e a mulher, Vera Viel — Foto: Reprodução Instagram

No mesmo comunicado, a equipe de representantes de Rodrigo Faro salientam que ele e a mulher foram “beneficiários do esquema, ou seja, foram vítimas desse escritório e de sua equipe, uma vez que contrataram o serviço de uma empresa supostamente legal, idônea e que seguia com os procedimentos de acordo com as leis italianas”. O texto acrescenta: “Prova disso é que o processo foi aprovado e os passaportes foram emitidos”.

O apresentador diz que “acionou seus advogados no Brasil para que todo esse mal-entendido seja resolvido e para que os devidos responsáveis por esse suposto esquema de corrupção sejam devidamente punidos”.

Com uma operação denominada “Carioca”, a Polícia Metropolitana de Nápoles, na Itália, coordenada pelo Ministério Público de Nápoles Norte, vem desmontando uma rede de corrupção no município de Villaricca. Seis pessoas foram presas na madrugada desta segunda-feira (27), entre elas, dois brasileiros e quatro policiais, funcionários municipais.

Além de Rodrigo Faro e Vera Viel, foram citados — como beneficiários do esquema de corrupção — o jogador de futebol brasileiro Bruno Duarte, do time português Farense, e outros empresários brasileiros. De acordo com Lucia Rea, comandante da polícia metropolitana de Nápoles, autoridades iniciaram investigações após constatarem que um número significativo de brasileiros solicitavam a cidadania italiana por meio do município de Vilaricca, e sem nunca ter ido para a cidade.

PUBLICIDADE
logo-contil-1.png

Anuncie (Publicidade)

© 2023 ContilNet Notícias – Todos os direitos reservados. Desenvolvido e hospedado por TupaHost