18 de junho de 2024

Vídeo: ex-babá faz novas acusações contra Karoline Lima

A coluna teve acesso, com exclusividade, ao depoimento da ex-funcionária, que cuidou da filha da influenciadora por três meses

Após a coluna Fábia Oliveira revelar, com exclusividade, prints de uma conversa entre uma ex-cuidadora de Cecília, filha de Karoline Lima e Éder Militão, e uma empregada da casa do jogador, novos conteúdos vieram à tona. Nas imagens divulgadas por esta colunista, a babá detonou a postura da influenciadora como mãe.

Karoline chegou a se pronunciar nos stories do Instagram, rebatendo esta coluna, no entanto, tivemos acesso a um vídeo da cuidadora reforçando as críticas à ex de Militão.

Instagram/Reprodução

“Como mãe de foto de Instagram, eu lhe dou [nota] 8, um 9. Ela faz muito bem de pegar a menina pra fazer foto no Instagram. Mas como mãe de portas para dentro, [nota] 1”, disparou a mulher na gravação obtida pela coluna.

Ainda no vídeo, a ex-funcionária conta a uma segunda pessoa como eram os dias cuidando da bebê e dá uma versão diferente da contada pela influenciadora nas redes sociais.

CLIQUE AQUI para ver o vídeo.

“Sou enfermeira, sim. O médico me chamou para ver se eu tinha interesse em cuidar de um bebê e eu disse que sim. Eu vim para casa cuidar da Cecília quando ela tinha uns três dias de vida. E desde o primeiro dia de vida, era tudo festa”, começou dizendo.

Segundo a mulher, Karoline Lima costumava se encontrar com amigos na madrugada, enquanto ela ficava com Cecília. De acordo com a babá, a loira a esperava chegar para o expediente já estando pronta para sair para a balada.

“Todos os dias ela se encontrava com amigos dela, sempre tomando cerveja e música alta. Cecília não conseguia dormir com a música que tocavam e a comoção que faziam. Era um descontrole… E isso era dia após dia. Nos outros dias, se não fosse em casa, elas iam sair e quando eu chegava para cuidar da Cecília, eram 23h, 00h, porque eu saía do hospital 22h, elas pegavam e esperavam já vestidas para a festa, saíam e me deixavam sozinha em casa”, relatou.

Ela continuou: “E assim elas iam, e voltavam quando eu tinha que sair para o trabalho às 7h30, bêbadas. Na verdade, um dia tive que colocar a Karol na cama porque estava bêbada igual um gambá”.

“Um dos dias que cheguei um pouco mais apressada por causa de transporte, a Karol estava me esperando lá embaixo e a Cecília estava sozinha lá em cima, e o táxi estava esperando por ela para ela ir pra festa. Isso a Cecília tinha menos de três meses”, acrescentou.

Questionada sobre como a Cecília costumava estar quando ela chegava para o serviço, e se encontrava a bebê de banho tomado, a cuidadora revelou: “Não, eu tinha que deixar a Cecília de banho tomado às 6h. Tinha que acordá-la para dar banho e deixá-la pronta. Deixava ela banhada para que ela [Karoline] não precisasse fazer nada”, disse, antes de completar:

“Na verdade, ela não se levantava. Quando eu tinha que ir, acordava a Cecília e a colocava no quarto dela, que estava dormindo. Deixava a Cecília na cama porque ela não se levantava. Sempre dormindo. Sempre me esperava na cama, nunca se levantava”, disparou.

A pessoa, então, pergunta sobre as trocas de fralda da filha de Karoline e Éder Militão. “Eu dava banho por volta das 6h e trocava a fralda quando eu chegava, 00h, e eu trocava a fralda que estava toda cheia”, respondeu a babá.

A cuidadora volta a ser questionada, dessa vez, sobre qual nota daria para Karoline Lima no quesito cuidado com a filha, e não hesita em responder.

“Era sempre a coisa, quando tinha que dar a mamadeira, ou não tinha que trocar a fralda ou que dar banho, sempre faziam as amigas. Nunca ela fazia. Ou seja, como mãe de foto de Instagram, eu lhe dou um 8, um 9. Ela faz muito bem de pegar a menina pra fazer foto no Instagram. Mas como mãe de portas para dentro, [nota] 1”, disparou.

A enfermeira revelou, ainda, o motivo de ter deixado de trabalhar na residência: “Ela se chateou comigo um dia que eu disse à ela que precisava descansar, levava duas semanas sem descanso e que eu precisava de um dia de descanso, então ela deixou de me chamar. E porque logo ela se foi para o Brasil”, falou.

Antes de encerrar a gravação, a cuidadora voltou a detonar Karoline Lima: “Como influencer, a Karol pode te passar a imagem que ela quiser te dar. Mas como pessoa, como mãe, como ser humano, nada”, finalizou.

 

PUBLICIDADE
logo-contil-1.png

Anuncie (Publicidade)

© 2023 ContilNet Notícias – Todos os direitos reservados. Desenvolvido e hospedado por TupaHost