Endrick diz que sempre foi precoce, mas evita pular etapas na Seleção: “No tempo de Deus e do Dorival”

Atacante corrobora discurso do treinador, que prega paciência até que seja titular, se mostra ansioso para encontro com Neymar e diz que mudou forma de lidar com a pressão

‘A fala pausada para passar tranquilidade contrasta com a expectativa externa por vê-lo como titular. Endrick não absorve o clamor popular. Seja por orientação ou pela maturidade que demonstra dentro de campo, o camisa 9 da Seleção chega para a Copa América sem pressa e conectado com o discurso de Dorival Júnior.

Endrick durante coletiva em Los Angeles/Foto: Pedro Martins / Foto FC

O treinador, que conversa diariamente com o garoto, já repetiu por mais de uma vez a necessidade de calma e paciência no processo até torná-lo titular. E Endrick faz coro. Às vésperas da estreia diante da Costa Rica, parece não ser impactado nem pela ansiedade e nem pelas provocações dentro de campo.

“Sempre fui precoce na carreira, desde que subi nos profissionais falavam no meu ouvido, cutucando, xingando, falando da minha namorada, meu irmão. Me acostumei, desde 16 anos era assim. Fui me adaptando. Estou bem tranquilo. Ajudar a Seleção do jeito que for.”

Com três gols marcados em quatro jogos sob o comando do treinador, Endrick entrou em campo em todas as oportunidades em que foi convocado. Começar como titular, no entanto, ainda não aconteceu:

– Ninguém precisa ultrapassar as etapas, é tudo no tempo certo. Vou ajudando na resenha fora de campo, a ter um clima bom. É no tempo de Deus e no tempo do Dorival. Ele é um treinador espetacular. Ele está fazendo a melhor coisa para a seleção brasileira, não para o Endrick, Vini Jr ou Rodrygo. Creio que ele está fazendo a melhor coisa.

Entender o que está ao seu redor e não se deixar levar pelas expectativas alheias é parte central do processo de amadurecimento do jovem de 17 anos.

“Sempre falava que eu ligava muito para pressão. Tinha na cabeça que tinha que fazer gol, responder expectativa. Depois que mudei minha cabeça, não ligo mais para pressão, para o que vocês falam”

– Sim para o que minha família pensa, se meu irmãozinho está feliz. Não ligo para pressão. Chegaram hoje aqui e estou muito contente, quero saber só deles na minha vida.

Com Endrick em campo, a Seleção treina nesta sexta-feira pela primeira vez em Los Angeles, e Dorival Júnior deve começar a esboçar o time titular. O Brasil estreia na Copa América contra a Costa Rica na próxima segunda-feira, às 22h (de Brasília), no SoFi Stadium, em Inglewood, pela primeira rodada do Grupo D.

Confira a íntegra da coletiva

Marcação na Copa América?

Feliz de estar na Seleção, país que nasci. Meu sonho. Sempre fui precoce na carreira, desde que subi nos profissionais falavam no meu ouvido, cutucando, xingando, falando da minha namorada, meu irmão. Me acostumei, desde 16 anos era assim. Fui me adaptando. Estou bem tranquilo. Ajudar a Seleção do jeito que for.

Quando você será titular?

Somente Deus sabe. Agradeço muito a Deus por ter um primeiro treinador quanto foi o Abel. Eu sou um garoto cristão, então vejo tudo no tempo de Deus e do Dorival, o professor. Fico na minha trabalhando. A Seleção é mérito de todo mundo. Ninguém precisa passar por cima de ninguém, das etapas, do Brasil. Óbvio que quero ajudar a Seleção, mas da maneira que puder. Ajudando meus colegas, fazendo um clima bom, na resenha. Mas repetindo, vou esperar o tempo de Deus e do Dorival. Ele é um treinador espetacular. Ele está fazendo a melhor coisa para a seleção brasileira, não para o Endrick, Vini Jr ou Rodrygo. Creio que ele está fazendo a melhor coisa.

Posicionamento com Dorival

Quero jogar, ajudar do jeito que fora, meia, atacante…..Onde achar que vou ajudar o Brasil. Conversamos todos os dias, no almoço, no treino, resenha com a gente. Muito feliz de estar aqui dentro, jogadores espetaculares, atacantes de alto nível. Tive treinador que foi o Abel, ensinou muito, nunca tem time titular. O que começa não termina. Vou trabalhar para ajudar o Brasil, seja na resenha, jogando, incentivando. Vou dar minha vida quando Dorival me colocar.

Experiência nos EUA

Sempre, era um sonho pra mim e pra minha família chegar em Orlando, porque é o país onde fica a Disney, é um país maravilhoso, é um país onde todas as famílias gostam de estar. Nas minhas folgas também, onde eu pude levar o meu irmão, o Noah, para a Disney. São memórias únicas que eu tive com ele e foi muito importante para mim estar lá em Orlando. E a questão de se Deus quiser conquistar um título é muito importante pra mim, porque eu sempre jogo pra ganhar. Eu sempre procuro ajudar a Seleção, onde eu estava jogando, que era o Palmeiras, e sempre que eu puder ganhar títulos, sempre que eu puder ajudar a Seleção, ou o time onde eu estiver jogando, vai ser maravilhoso. E, óbvio que, se Deus quiser, se acontecer com a Seleção vai ser muito importante e vai ser o meu primeiro título com a seleção brasileira. Só tenho que agradecer a Deus por ter essa oportunidade de estar na Seleção.

Pressão na carreira, Seleção, Real….

Sempre falava que eu ligava muito para pressão. Tinha na cabeça que tinha que fazer gol, responder expectativa. Depois que mudei minha cabeça, não ligo mais para pressão, para o que vocês falam. Sim para o que minha família pensa, se meu irmãozinho está feliz. Não ligo para pressão. Chegaram hoje aqui e estou muito contente, quero saber só deles na minha vida.

Camisa 9 da Seleção

Fiquei muito feliz. É um número que todo os jogadores querem. Mas também não ligo muito para o número. Seja com a 21 que eu vinha jogando, seja com a 16, como tinha no Palmeiras. Tem dois caras que jogam na posição de camisa 9, eu e Evanílson, ele fez uma boa partida contra o México, infelizmente não fez gols. Mas nada é mais importante que a Seleção. Ninguém é maior que o Brasil. Se tiver um companheiro livre, vamos passar a bola para ele fazer o gol. É óbvio que é maravilhoso fazer gols, pude fazer gols contra a Inglaterra, Espanha e México, foi muito satisfatório. Quero ajudar o Brasil, o que é o mais importante, com gols, assistências ou fora de campo. Claro que se for com gols, vai ser maravilhoso.

Ator principal da seleção ou coadjuvante de luxo? Qual astro queria esbarrar em LA?

Gosto muito do Allan, Michael B Jordan, Will Smith, meu top3. Poderia pedir uma foto. Gosto de filmes deles.

Ano passado sempre me falavam isso, que eu decidi o brasileiro para o Palmeiras. Eu não vejo assim. São 11 contra 11, são 26 aqui na Seleção, ninguém é maior do que ninguém, todo mundo na mesma prateleira. Vamos se ajudar e recolocar o Brasil no topo.

Copa América tem importância?

Foi o que o Danilo falou para nós. O sonho de todos aqui era vestir a camisa da Seleção. Quando a gente vem para cá, não é diferente. Queremos jogar pela seleção brasileira. Não importa se é Copa América, Eliminatórias, Copa do Mundo… a Copa América é muito importante, acontece a cada quatro anos. Todos os jogos são importantes para nós. É um dos campeonatos mais importantes, se não for o mais importante nesse tempo, claro que tem a Copa do Mundo depois. Sempre procuramos fazer bons jogos pelo Brasil. Para mim, por ser o meu primeiro com a Seleção, é o mais importante. Sou um garoto cristão, não sei o dia de amanhã. Posso estar morto. Então, o campeonato mais importante da minha vida agora é a Copa América. Farei de tudo para conquistar e para poder levar esse troféu para o Brasil.

Relação com os mais experientes

O fato de eu também no Palmeiras ser um dos mais novos, sempre falava com o Gustavo, nosso capitão. Sento do lado do Marquinhos, Danilo, Rafael e Bento e estamos sempre brincando. Em campo Danilo orienta. É maravilhoso para mim. Não confio em quem fala mal nas costas, tem que falar na frente, onde errei, o que fazer, Danilo fala isso. É nosso capitão, não tem medo de falar na cara.

Você vai ver o Brasil sendo campeão ajudando o Brasil?

Tomara. É o que eu quero, é o que todo o povo brasileiro quer (a Copa do Mundo). Infelizmente, desde que nasci o Brasil não foi campeão. Batemos na trave nessa última Copa América para a Argentina. Creio que vai ser uma competição muito sadia para todos nós essa geração nova, espero que seja uma boa Copa América e que possamos ser campeões.

Vocês conversam sobre os adversários do Brasil?

A gente sabe que Copa América não é fácil. Pensamos sempre no próximo passo. Costa Rica vai ser difícil. Preparando muito para isso, queremos ser campeão. É um passo por vez. Vamos pensar no que vamos enfrentar. Time deles é bom, vamos buscar a vitória para se sair bem na Copa América.

Estevão

Ele é um craque. Não tem o que falar dele. Jogamos a Copa do Brasil sub-17 junto, fomos campeões juntos. Dei uma assistência para ele, ele também eu acho que deu uma para mim. Na minha despedida tive a alegria de jogar com o meu melhor amigo, que é o Guilherme, que foi vendido para o West Ham. A gente já sabia que ele era capaz disso, o Estevão, assim como o Guilherme. São fenômenos. Que eles tenham carreiras fenomenais. Fico muito feliz pelos meus amigos. Se Deus quiser que um dia a gente possa se reencontrar aqui na seleção brasileira, trazendo alegrias para vocês.

Processo para sentir menos pressão para sentir menos pressão

Fico feliz de saber que me tornei pessoa de caráter. Soube absorver pressão bem, antes eu ouvia bastante, era difícil para um cara de 16 anos. Mudei minha mente. Só tenho a família do meu lado. Fato do Danilo e do Marquinhos são fenomenais, dois capitães que uma seleção precisa. Alisson também fala bastante. Temos essas pessoas que são muito importantes, que falam o que precisa fazer. Não importa seu nome, seu número, eles vão falar, é o que capitão tem que fazer.

Neymar na torcida nos EUA

Pô, o Neymar… tá louco. Tem um fato curioso. Acho que o Neymar ligou para o Marquinhos na fisioterapia, só de ouvir a voz dele fiquei feliz. Pude falar com o Neymar fora dos gramados, fora da Seleção. É um cara que via ele jogar no Santos, vejo jogar no Al-Hilal. Infelizmente ele está lesionado. Ele é fenomenal, você se inspira muito nele dentro de campo. Ele faz coisas que nenhum jogador faz, como fez no Barcelona e na Seleção. Espero encontrar ele, tirar uma foto com ele. Pegar alguns conselhos, porque ele já viveu muita coisa nessa vida. Ele é um cara muito forte, que vai passar por tudo. É um exemplo de pai, porque está sempre com seus filhos. Fiquei feliz. Espero encontrar ele e tirar uma foto com ele.

PUBLICIDADE
logo-contil-1.png

Anuncie (Publicidade)

© 2023 ContilNet Notícias – Todos os direitos reservados. Desenvolvido e hospedado por TupaHost