Homem que diz ter sido estuprado com vibrador pela ex-namorada acredita que foi dopado por ela

Segundo o rapaz, relacionamento dos dois tinha terminado há cerca de um mês e a mulher já havia apresentado comportamentos agressivos e abusivos. Caso aconteceu em Muriaé, na Zona da Mata mineira.

O homem de 37 anos que denunciou a ex-namorada por estuprá-lo com um vibrador e postar o crime nas redes sociais acredita que tenha sido dopado pela suspeita. O caso ocorreu em Muriaé, na Zona da Mata mineira e foi registrado pela polícia no dia 7 deste mês.

Contudo, no dia 5 de junho eles se encontraram e fizeram uso de bebidas alcoólicas. Na ocasião, ele disse que ela enfiou um vibrador no ânus dele, filmou a ação e postou nas redes sociais. No vídeo, conforme a polícia, o homem aparenta estar sonolento e acredita ter sido dopado.

Mulher é suspeita de dopar o ex-companheiro, gravar um vídeo introduzindo um objeto no ânus dele e divulgar as imagens em redes sociais/Foto: Reprodução

Segundo o rapaz, o relacionamento dos dois havia terminado há cerca de um mês e a mulher apresentou comportamentos agressivos e abusivos, como danificar o carro dele. Após a divulgação do vídeo, a investigada ainda teria ameaçado o ex-namorado e teria dito que caso o homem denunciasse, ela iria até a delegacia fazer uma queixa de falsa agressão. O caso está sendo investigado pela Polícia Civil.

Na terça-feira (11), o g1 entrou em contato com a corporação, que informou que foi instaurado um inquérito policial a fim de apurar os fatos registrados, no entanto, em razão da natureza dos fatos, crime contra a dignidade sexual, o inquérito tramitará sob sigilo.

PUBLICIDADE
logo-contil-1.png

Anuncie (Publicidade)

© 2023 ContilNet Notícias – Todos os direitos reservados. Desenvolvido e hospedado por TupaHost