Indígena acreana de 126 anos pode ser considerada a mulher mais idosa do mundo

Ela é da etnia kaxinawá e mora na Aldeia Grota, próxima ao município de Feijó

Maria Lucimar Pereira, natural do município de Feijó e nasceu em 3 de setembro de 1890 /Foto: Reprodução

Uma acreana de 126 anos moradora de uma aldeia no interior do Acre pode ser a mulher mais velha do mundo. De acordo com sua identidade, ela se chama Maria Lucimar Pereira, natural do município de Feijó e nasceu em 3 de setembro de 1890.

Ela é da etnia kaxinawá e mora na Aldeia Grota, próxima ao município de Feijó. A identidade, juntamente com uma foto da idosa, foi publicada por um internauta na rede social Facebook nesta segunda-feira (9). O jovem Gley Marcos é vigilante em uma agência bancária daquele município e ao manusear o documento percebeu a idade da idosa e quis compartilhar com os amigos.

A mulher considerada oficialmente a mais velha do um mundo é a italiana Emma Morano, que tem hoje 118 anos. A idosa vive sossegadamente na cidade de Verbania, na região do Piemonte, no norte da Itália.

Carteira de identidade de Maria Lucimar /Foto: Reprodução

comentários

Outras Notícias

Veja também