Rio Branco, Acre,





Homem sugere aos líderes criminosos no Ceará que matem crentes e incendeiem igrejas


No Ceará já foram registrados mais de 150 ataques desde o dia 2 de janeiro.

SAIMO MARTINS, DO CONTILNET

Desde o dia 2 de janeiro o Ceará vem sofrendo uma onda de violência com quase 200 ataques em 43 cidades do estado nordestino.  Os atentados tiveram início após o anuncio de medidas do governo estadual para tornar mais rígida a fiscalização nos presídios cearenses.

A Secretaria da Segurança Pública do Ceará comunicou que 330 suspeitos de envolvimento nos crimes foram detidos. As retaliações tiveram início com ataques a prédios públicos e privados, ônibus queimados e a Força Nacional foi solicitada e 406 agentes estão reforçando a segurança no estado, mas não está sendo suficiente.

Ataques tiveram início há 11 dias

Na madrugada deste sábado (12), os criminosos derrubaram uma torre de transmissão de energia e explodiram uma bomba em uma concessionária de veículos. O medo aumenta entre a população, desde a noite de sexta-feira (11) um áudio circula pelas redes sociais, nele,  um homem, supostamente ligado a facções criminosas, faz um ousado pedido aos bandidos e sugere que matem líderes de igrejas evangélicas, e também que seja ateado fogo nos templos religiosos daquele estado. Ouça o áudio abaixo.

O homem inicia o áudio questionando os ataques a órgãos públicos. “Por quê vocês estão queimando só delegacias, ônibus, porque vocês não queimam essas igrejas?”. Segundo ele, a ação da polícia contra os criminosos é culpa dos evangélicos que, nas eleições de 2018, apoiaram o governador eleito que tomou as duras medidas. “Os crentes que colocaram ele lá, então vocês tem que começar a matar crente”, destacou.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários









Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Outras Notícias

Veja Também